Susana Balbo, produtora de vinhos de Mendoza quer ser parlamentar

Susana Balbo, produtora de vinhos de Mendoza quer ser parlamentar

Candidata à deputada nacional, Susana Balbo, dona da Dominio del Plata, promete melhorar indústria dos vinhos na Argentina

Susana Balbo, fundadora da vinícola Dominio del Plata, de Mendoza, na Argentina, quer entrar para a política.

A empresária se candidatou a uma vaga como parlmentar. Como deputada nacional, ela espera eliminar os obstáculos enfrentados pela indústria de vinhos da Argentina, alegando que eles colocam em risco os meios de subsistência, e não deixam o país competir efetivamente com outras nações produtoras de vinho.

Ela é candidata pelo partido de centro-direita Propuesta Republicana (PRO) como membro do parlamento para a região de Mendoza. Como bandeiras, Balbo se propõe a combater a corrupção, as desigualdades sociais e melhorar produtividade do setor vitivinícola no país. “Há tantas oportunidades na Argentina que não evoluíram nos últimos 20 anos, é um enorme desafio”, comentou ela, mostrando a ambição de “melhorar o nível de tomada de decisões sobre a economia regional, para obter o apoio do governo nacional para a promover a indústria de vinho, e para ter melhores acordos internacionais”.

Susana Balbo, produtora de vinhos de Mendoza quer ser parlamentar

Susana Balbo, produtora de vinhos de Mendoza quer ser parlamentar

Em termos de valor econômico da indústria do vinho, Balbo calcula que o setor responda por 11% do PIB (Produto Interno Bruto) da Argentina. Ela observou, ainda, que a indústria do vinho emprega diretamente 100 mil pessoas, e beneficia indiretamente 200.000 pessoas.

Balbo critica duramente o atual governo e diz que as autoridades “estão mentindo para as pessoas dizendo que a inflação é de 10%, quando é de 27% ou mesmo 30%”, o que estaria levando os produtores a tomarem decisões erradas.

“Há uma enorme crise”, ressaltou a empresária-candidata. “A inflação está tomando todo o nosso lucro, os preços de uva são baixos e as vinícolas estão cheias de vinho”. Segundo sua plataforma, a promessa é ajudar os produtores a fazer vinhos de boa qualidade, e decidir o foco que querem tomar com a sua produção: fazer vinho, vender uvas frescas ou produzir uvas passas. Ela acredita que, dessa forma, pode ajudá-los a se tornarem mais eficientes e terem lucro.

Além dessse objetivo central, Balbo quer estabelecer acordos de livre comércio para a Argentina. “Nosso vizinho Chile tem 120 acordos de comércio livre e não temos nenhum”, ela comentou, defendendo ainda melhorias de saúde, educação e uso da água em áreas ruruais.

Se eleita pela primeira vez na ronda preliminar da votação em 9 de agosto, e depois das eleições gerais em 25 de agosto, Balbo terá de conciliar os deveres parlamentares com as operações da Dominio del Plata. “Eu acho que posso fazer as duas coisas”.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *