Vinho Calzadilla Opta, 2007

Opta é tinto espanhol delicioso, que consegue encantar com seu estilo frutado e direito

País Espanha
Propriedade da Vinícola 26 Hectares
Volume 750ml
Tipo Tinto
Safra 2007
Uva 70% Tempranillo, 20% Garnacha e 10% Syrah
Teor Alcoólico 13,5%
Tipo de Uva Tinta Assemblage, Tempranillo
Amadurecimento 12 meses, 50% em barrica americana e 50% em francesa
Vinho Calzadilla Opta, 2007

Vinho Calzadilla Opta, 2007

 

Visual Vermelho rubi intenso alaranjado.
Olfativo Este vinho representa o lado mais juvenil dos vinhos espanhóis, embora que as uvas sejam típicas, normalmente usadas na maioria dos vinhos desse país, especialmente nas principais regiões produtoras. O Opta, que é o vinho de entrada (o mais simples) dessa bodega, consegue encantar com seu estilo frutado e direito, com um perfil marcado pelos aromas aportados pelo Garnacha (grenache) e Syrah, com o seu lado mais floral e fresco, mas sempre apoiado na austeridade e intensidade da Tempranillo e as notas a cassis e amoras que ele aporta no conjunto. Tem no fundo do aroma sutis notas defumadas, a café e tabaco, que se abrem em várias camadas de aromas e se revelam só depois de vários minutos que o vinho está na taça.
Gustativo É mais uma vez a fruta que tem o maior protagonismo neste vinho, liderando a fase gustativa e deixando os sabores aportados pela guarda em madeira em um segundo plano. Respeito a sua concentração, ela é de alto nível, de muito corpo, com taninos doces e maduros, mas ainda bastante jovens. Irá precisar de alguns anos para revelar todo o seu poder. Um vinho de grande nível, lembra (um pouco) os bons vinhos do norte do vale do Rhône, na França (Hermitage ou Crôzes Hermitage).
Dica de Harmonização Coq Au Vin acompanhado de batatas assadas.
Filé de cordeiro em presunto ibérico sobre cozido de lentilhas.
Carne de boi cozida com cebolas e vinho tinto.
Carré de cordeiro em crosta de especiarias.
Ensopado ossobuco a parmegiana com gnocchi.
Filé mignon recheado com tomate seco e manjericão ao molho de gorgonzola.
Temperatura de Serviço 16°
Potencial de Guarda 12 anos
Nome da Vinícola Calzadilla
Ano de Fundação da Vinícola 1992
Pontuação

Vinho Calzadilla Opta, 2007 - 91 pontos Winechef

Vinho Calzadilla Opta, 2007 – 91 pontos Winechef

Enólogo Responsável Alfonso Torrestes/Paula Úribe

 

Cruzeiro é a 1ª equipe do mundo com Clube de Vinho para a torcida

O Cruzeiro anunciou nesta quinta-feira uma iniciativa inédita entre os clubes de futebol e que vai mexer com a Nação Azul. O Tetracampeão Brasileiro lançou o “Clube do Vinho Cruzeiro”, em que o torcedor estrelado poderá adquirir vinhos da melhor qualidade com preços especiais, além de receber os produtos no conforto de sua casa. A ação é uma parceria com a Casa Rio Verde/VinhoSite.

Na plataforma, o cruzeirense terá à disposição os melhores vinhos comercializados pela Casa Rio Verde, uma das mais tradicionais empresas do ramo no Brasil. Para fazer parte do Clube, o torcedor pagará uma assinatura mensal no valor de R$ 119,80. Aqueles que são Sócios do Futebol terão um desconto de 5% no momento da adesão, na compra de vinhos e kits avulsos no “Clube do Vinho Cruzeiro” e nas lojas físicas da Casa Rio Verde.

Feliz com a novidade, o Diretor Comercial da Raposa, Robson Pires, afirmou que o Clube do Vinho do Cruzeiro está nos mesmos moldes dos principais clubes do tipo existentes na internet.

Cruzeiro é a 1ª equipe do mundo com Clube de Vinho para a torcida

Cruzeiro é a 1ª equipe do mundo com Clube de Vinho para a torcida

“É um clube de relacionamento destinado aos cruzeirenses que gostam de vinho. A pessoa fará a adesão pela internet ou nas lojas da Casa Rio Verde, irá pagar uma mensalidade e receberá todo mês vinhos selecionados pelo clube. O torcedor do Cruzeiro terá condições e promoções especiais para aquisição. Ele estará consumindo bons produtos, além de prestigiar o time do coração”, declarou.

Mas as novidades não param por ai. O dirigente adiantou que o Cruzeiro terá um vinho oficial licenciado, que será comercializado no Clube do Vinho, nas lojas oficiais e na Casa Rio Verde. Pires disse que era um desejo antigo do Maior de Minas em ter o produto.

“Sempre tivemos interesse em fazer o licenciamento de um vinho, já que é um produto que se identifica com as origens italianas do Cruzeiro. Será um bom produto, com preço convidativo e que poderá ser encontrado no mercado em geral”, finalizou.

Consumo de vinhos brasileiros cresce 15,85% em três anos

Projeto capacitou 2,6 mil profissionais, certificou pequenos negócios de 14 estados brasileiros e fortaleceu produtores locais

Os  vinhos brasileiros vêm conquistando cada vez mais espaço no mercado interno, sendo que nos últimos três anos as vendas tiveram um incremento de 15,85%.

Esses dados foram apresentados durante o evento Tour de Vinhos Brasileiros, realizado na sede do Sebrae Nacional, em Brasília, que celebrou as conquistas do Projeto de Valorização dos Vinhos Brasileiros. Essa parceria do Sebrae com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), fomentou toda a cadeia do vinho no Brasil.

O resultado do projeto contabilizou números expressivos. Entre 2014 e 2016, período de vigência da parceria entre o Sebrae e o Ibravin, 312 produtores rurais e 97 vinícolas participaram do Programa Alimento Seguro-PAS Uva, uma ferramenta para melhoria de processos, de produtos e implantação de rastreabilidade.

Fazem parte do programa os módulos de  Boas Práticas Agrícolas, Boas Práticas de Elaboração e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle. O PAS – Uva é fruto da parceria com a Embrapa Uva e Vinho, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS) e o Sebrae. A iniciativa implantou os módulos de Boas Práticas Agrícolas e Boas Práticas Enológicas na Serra Gaúcha, e em mais cinco estados do Brasil.

Consumo de vinhos brasileiros cresce 15,85% em três anos

Consumo de vinhos brasileiros cresce 15,85% em três anos

O gerente de Agronegócios do Sebrae, Augusto Togni, destacou que foi um ciclo de muito esforço e concentração na cadeia vitivinícola onde o Sebrae atuou na diversidade da produção, no aumento da produtividade e da qualidade dos produtos nacionais. “Os números traduzem o sucesso do programa e mostram que o olhar especial do Sebrae junto ao produtor rural foi bastante positivo. O aumento de 15,85% no consumo de vinho é bastante expressivo”, afirmou.

De acordo com o representante do Ibravin, Diego Bertolini, a parceria com o Sebrae também possibilitou a realização de 12 edições do Circuito Brasileiro de Degustação e a participação de pequenas vinícolas em duas edições da Expovinis, considerada a maior feira de vinhos da América Latina.

Além disso, foram realizados 85 workshops e aplicadas mais de 15 mil horas de suporte pedagógico aos produtores rurais. “Ao todo, 1.329 pequenos negócios de 14 estados brasileiros foram qualificados e aumentaram a presença do vinho nacional na ponta“, afirma, ao ressaltar também a importância da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em todo o processo.

 

Opinião de especialista
De acordo com o especialista em vinho Marcelo Copello, responsável pela publicação do Anuário Vinhos do Brasil, o vinho nacional está ganhando espaço no mercado. “O brasileiro não tem mais medo do produtor daqui”, disse. Segundo ele, isso se dá pelo grande investimento que os produtores fizeram ao longo dos últimos 30 anos em maquinário e conhecimento.

“Uma surpresa em cada taça”, assim o sommelier Maurício Roloff, descreve o vinho brasileiro moderno. Para, isso se deve ao fato da valorização do produtor rural, à importação de tecnologia e à abertura econômica. “O vinho brasileiro é moderado em álcool, uma tendência mundial, e valoriza o sabor frutado”. O custo-benefício é outro diferencial.

 

As melhores dicas de vinho para o Natal e Ano Novo

Já esta pensando na noite de natal e ano novo? Aqui tem algumas sugestões que você não pode esquecer.

Primeiro: lembre-se que é esta data, na qual a gente compartilha as nossas alegrias com a família e as pessoas que mais amamos. Portanto, temos que caprichar com os vinhos que vamos abrir, e este é o dia ideal para provarmos essas garrafas que estão em nossas adegas há muito tempo. Chegou a hora de abri-las!

Lembre-se também que, para poder aproveitar melhor seus vinhos, tem algumas regras de degustação que não podem ser esquecidas:

Os vinhos brancos devem ser tomados antes que os vinhos tintos;

Os vinhos secos se degustam antes que os vinhos doces;

Os vinhos mais simples são degustados antes dos vinhos mais complexos;

Os vinhos mais leves são degustados antes dos vinhos mais encorpados e concentrados.

A comemoração pode começar com um espumante, mas tem que levar em conta que este deve ter a menor concentração de açúcar residual possível (os Nature são os únicos que são realmente secos). Deixe os outros espumantes (Demi Sec ou doces) só para acompanhar a sobremesa, caso contrário, a “doçura” destes produtos vai tirar seu apetite e pode estragar sua ceia de natal e/ou de ano novo.

As melhores dicas de vinho para o Natal e Ano Novo

As melhores dicas de vinho para o Natal e Ano Novo

Como alternativa a espumantes, proseccos e outros vinhos com borbulhas, têm também os vinhos feitos pela uva Sauvignon Blanc, que são excelentes companheiros na hora de abrir uma comemoração. Prefira estes de safras as mais jovens possíveis (2014 ou 2015). Se optar por esta uva, não precisam ser os melhores de sua seleção, já que, como aperitivo, serão mais recomendáveis os que tiverem um estilo mais fresco e de corpo leve – mas o único requisito indispensável é que sejam de safras recentes.

Já para o jantar, o melhor é ter à mão umas boas garrafas, mas de vinhos não demasiado complexos, nem adstringentes. Então procure alguns vinhos de uvas mais “femininas”, como Pinot Noir, Merlot, Carménère ou Blends (mistura de duas ou mais uvas).

Se for sua escolha um vinho de uva Malbec, Cabernet Sauvingon, Tannat, Petit Verdot, ou outra uva que produza vinhos estruturados, tente escolher aqueles que não estejam muito jovens (devem ter, pelo menos, 3 anos), para que os taninos e a força no paladar não incomode a seus convidados.

 

Vinícola centenária lança primeiro vinho branco de sua história

Francesa Château Cheval Blanc chegou ao rótulo após anos de formulação

Depois de oito anos de testes, enfim o mítico Château Cheval Blanc lançou um vinho branco: o Petit Cheval Blanc 2014, produzido 100% a partir de uvas Sauvignon Blanc. O rótulo é o primeiro do tipo em toda a história da vinícola, localizada na tradicional região francesa de Bordeaux. Com apenas 4,5 mil garrafas, a unidade da bebida deve ser vendida no mercado por cerca de ‎€ 117, aproximadamente R$ 417. Apesar de atualmente limitada, espera-se que a produção chegue a 20 mil já nos próximos anos.

“É muito importante para nós que esse seja um vinho bordalês clássico, com mais do nosso terroir do que qualquer outro sabor varietal”, afirmou Pierre-Oliver Clouet, diretor técnico da Cheval Blanc, em entrevista ao site britânico Decanter.

Originalmente, as uvas vêm de parcelas que antes pertenciam a vinhedos do Château La Tour du Pin Figeac, comprados em 2006. Os experimentos para produzir o histórico rótulo começaram dois anos depois, com diferentes clones de Sauvignon Blanc.

Petit Cheval Blanc 2014

Petit Cheval Blanc 2014

Veja também:

 

Miniatura de conhaque mais cara do mundo em leilão por 150 mil euros

A Catawiki (www.catawiki.pt), plataforma de leilões na Internet, acaba de anunciar o leilão da miniatura de conhaque mais cara em todo o mundo, valorizada em 150 mil euros.

Trata-se de uma garrafa com 5cl de brandy, feita com ouro branco de 18 quilates e 2.800 pedras preciosas, o que fazem desta uma das bebidas mais caras em todo o mundo, como explica Alejandro Sánchez, Diretor Geral da Catawiki para Portugal e Espanha: “Por todos os componentes que integram este objeto único, um pequeno gole do conhaque que se encontra na garrafa está valorizado em cerca de 35 mil euros, o que torna esta bebida bastante valiosa e muito especial.”

O titular desta garrafa em miniatura é um conhecido mexicano recordista do Guinness pela venda da garrafa de água mais cara em todo o mundo.

É a primeira vez que esta miniatura de garrafa de conhaque se encontra disponível no mercado, pelo que os leiloeiros especialistas da Catawiki esperam uma elevada procura, sobretudo da Ásia, onde o mercado do conhaque e whisky caro é atualmente muito dinamizado.

Miniatura de conhaque mais cara do mundo em leilão por 150 mil euros

Miniatura de conhaque mais cara do mundo em leilão por 150 mil euros

 

 

Lista completa os vinhos Top 100 Wine Spectator 2016

Todos os anos, os editores do Wine Spectator examinam os vinhos degustados nos últimos 12 meses e selecionam o Top 100.

Veja a lista completa dos Top 100 Wine Spectator 2016

Nº      NOME DO VINHO                                                                                                                                                 SAFRA   PONTOS  U$D

1 Lewis Cabernet Sauvignon Napa Valley + 2013 95 $90
2 Domaine Serene Chardonnay Dundee Hills Evenstad Reserve + 2014 95 $55
3 Beaux Frères Pinot Noir Ribbon Ridge The Beaux Frères Vineyard + 2014 95 $90
4 Château Climens Barsac + 2013 97 $68
5 Produttori del Barbaresco Barbaresco Asili Riserva + 2011 96 $59
6 Orin Swift Machete California + 2014 94 $48
7 Ridge Monte Bello Santa Cruz Mountains + 2012 94 $175
8 Antinori Toscana Tignanello + 2013 94 $105
9 Château Smith-Haut-Lafitte Pessac-Léognan White + 2013 96 $106
10 Hartford Family Zinfandel Russian River Valley Old Vine + 2014 93 $38
11 Hamilton Russell Chardonnay Hemel-en-Aarde Valley + 2015 94 $37
12 Abadia Retuerta Viño de la Tierra de Castilla y León Selección Especial Sardon de Duero + 2012 93 $28
13 Reynvaan Syrah Walla Walla Valley In The Rocks + 2013 97 $70
14 Carlisle Zinfandel Russian River Valley Montafi Ranch + 2014 96 $47
15 M. Marengo Barolo Bricco delle Viole + 2012 94 $53
16 Château Coutet Barsac + 2013 96 $41
17 Merry Edwards Sauvignon Blanc Russian River Valley + 2014 93 $32
18 Condado de Haza Ribera del Duero + 2012 93 $25
19 Arcanum Toscana Il Fauno + 2012 93 $30
20 Turley Zinfandel Paso Robles Ueberroth Vineyard + 2013 94 $48
21 Sparkman Cabernet Sauvignon Columbia Valley Holler + 2013 94 $32
22 Cune Rioja Gran Reserva + 2010 94 $33
23 Mocali Brunello di Montalcino + 2011 93 $40
24 DuMOL Syrah Russian River Valley + 2014 94 $55
25 Villa Pillo Toscana Borgoforte + 2014 91 $12
26 Bodegas y Viñedos Maurodos Toro San Román + 2012 95 $65
27 Matthews Claret Columbia Valley + 2013 93 $40
28 Domaine Carneros Brut Carneros Ultra + 2011 93 $42
29 Tenuta di Trinoro Toscana Le Cupole + 2014 93 $27
30 Mollydooker Shiraz McLaren Vale Carnival of Love + 2014 95 $75
31 Tenshen White Central Coast + 2015 92 $20
32 Intrinsic Cabernet Sauvignon Columbia Valley + 2014 92 $22
33 Concha y Toro Cabernet Sauvignon Puente Alto Don Melchor + 2012 95 $125
34 John Duval Plexus Red Barossa Valley + 2014 93 $40
35 Sojourn Pinot Noir Sonoma Coast Gap’s Crown Vineyard + 2014 94 $59
36 G.D. Vajra Barolo Bricco delle Viole + 2011 95 $70
37 Cayuse Syrah Walla Walla Valley Cailloux Vineyard + 2013 96 $80
38 Ramey Chardonnay Russian River Valley Ritchie Vineyard + 2013 94 $65
39 Bodegas Borsao Garnacha Campo de Borja Tres Picos + 2014 91 $18
40 Fattoria di Felsina Chianti Classico Berardenga + 2013 92 $26
41 Kono Sauvignon Blanc Marlborough + 2015 90 $12
42 Viña Montes Cabernet Sauvignon Colchagua Valley Classic Series + 2014 90 $13
43 St.-Cosme Côtes du Rhône + 2015 91 $16
44 Caymus Cabernet Sauvignon Napa Valley Special Selection + 2013 95 $160
45 Charles Smith Riesling Ancient Lakes Of Columbia Valley Kung Fu Girl Evergreen + 2015 90 $12
46 Quinta de Cabriz Dão + 2014 90 $10
47 Hall Cabernet Sauvignon Napa Valley Eighteen Seventy-Three + 2013 94 $80
48 Fournier Père & Fils Sancerre Les Belles Vignes + 2015 92 $26
49 Renieri Brunello di Montalcino Riserva + 2010 96 $100
50 Real Companhia Velha Douro Evel Red + 2014 90 $13
51 M. Chapoutier Côtes du Roussillon-Villages Les Vignes de Bila-Haut + 2014 90 $15
52 Bodegas Palacios Remondo Rioja La Montesa Crianza + 2013 91 $20
53 Familia Zuccardi Cabernet Sauvignon Uco Valley Q + 2013 91 $20
54 Fritz Hasselbach Riesling QbA Rheinhessen Fritz’s + 2014 90 $14
55 Gérard Bertrand Grenache-Syrah-Mourvèdre Corbières + 2014 90 $19
56 Bodegas Cepa 21 Ribera del Duero + 2011 92 $25
57 Cave de Roquebrun St.-Chinian-Roquebrun La Grange des Combes + 2015 91 $20
58 Castello di Monsanto Chianti Classico Riserva + 2013 91 $25
59 Viña San Pedro Cabernet Sauvignon Maipo Valley 1865 Single Vineyard + 2014 91 $18
60 Roberto Anselmi Veneto White San Vincenzo + 2015 90 $18
61 Joseph Drouhin St.-Véran + 2014 90 $19
62 Bodegas Ontañon Viura Rioja Vetiver + 2014 91 $15
63 Tenute di Eméra Primitivo di Manduria Antica Masseria del Sigillo + 2014 90 $17
64 Bodega Colomé Malbec Salta Auténtico + 2014 92 $25
65 La Rioja Alta Rioja 904 Gran Reserva + 2007 93 $55
66 Domaine Huët Vouvray Moelleux Clos du Bourg Première Trie + 2015 97 $70
67 Hahn Pinot Noir Santa Lucia Highlands SLH + 2014 92 $30
68 Lemelson Pinot Noir Willamette Valley Thea’s Selection + 2014 92 $30
69 CARM Douro Reserva + 2012 91 $22
70 Ravines Riesling Finger Lakes Dry + 2014 90 $18
71 Two Hands Shiraz McLaren Vale Lily’s Garden + 2014 94 $69
72 Jules Taylor Pinot Noir Marlborough + 2015 93 $19
73 Korbel Brut California Organic Grapes + NV 90 $14
74 Bodega Norton Malbec Mendoza Reserva + 2014 90 $19
75 Bodegas Godeval Valdeorras Viña Godeval Cepas Vellas + 2014 91 $20
76 Carpineto Vino Nobile di Montepulciano Riserva + 2011 93 $31
77 Bodegas Hidalgo La Gitana Oloroso Jerez Faraon + NV 92 $27
78 Jean Perrier & Fils Savoie Apremont Cuvée Gastronomie + 2015 90 $16
79 Tzora Judean Hills White + 2014 92 $30
80 Lemos & van Zeller Douro Quinta Vale D. Maria + 2013 94 $68
81 Viña Cobos Chardonnay Mendoza Felino + 2015 90 $21
82 Kistler Chardonnay Carneros Hudson Vineyard + 2013 94 $80
83 Mud House Pinot Noir Central Otago + 2014 90 $15
84 Boars’ View Pinot Noir Sonoma Coast + 2013 95 $125
85 Domäne Wachau Grüner Veltliner Smaragd Trocken Wachau Terrassen + 2013 92 $30
86 Vigneti del Vulture Aglianico del Vulture Piano del Cerro + 2012 93 $36
87 A. Clape Cornas + 2013 96 $120
88 Arnaldo Caprai Grechetto Colli Martani Grecante + 2015 90 $20
89 D. Kourtakis Assyrtiko Santorini Greek Wine Cellars + 2014 90 $20
90 Domaines Bunan Bandol Rosé Moulin des Costes + 2015 91 $30
91 Agricola Punica Isola dei Nuraghi Montessu + 2014 90 $30
92 Philippe Alliet Chinon + 2015 91 $23
93 Galil Mountain Yiron Galilee + 2013 92 $32
94 William Fèvre Chablis Domaine + 2014 90 $32
95 PlumpJack Syrah Napa Valley + 2013 93 $56
96 Nicolas-Jay Pinot Noir Willamette Valley + 2014 93 $65
97 Le Macchiole Bolgheri + 2013 91 $34
98 Dakota Shy Cabernet Sauvignon Napa Valley + 2014 94 $95
99 Cirq Pinot Noir Russian River Valley Treehouse + 2013 94 $125
100 Louis Latour Corton-Charlemagne + 2014 95 $175
Lista completa os vinhos Top 100 Wine Spectator 2016

Lista completa os vinhos Top 100 Wine Spectator 2016

 

Os espumantes que dão a maior ressaca, segundo a Proteste

A ingestão de dióxido de enxofre em excesso pode causar náuseas, dores de cabeça, problemas digestivos e cutâneos e até crises de asma

As festas de fim de ano estão chegando e, com elas, a vontade de brindar com familiares e amigos. Como muitas pessoas trabalham logo após o Natal e a virada de ano, estar plenamente recuperado das celebrações é fundamental para quem precisa de dias produtivos e sem desconforto pela frente.

Com o objetivo de ajudar o consumidor a escolher espumantes nessas datas, a Proteste realizou em novembro testes com 48 rótulos, avaliando o sabor, a qualidade e o preço dos produtos.

A pedido de EXAME.com, a entidade também listou aqueles que possuem maior e menor concentração de dióxido de enxofre, aditivo responsável tanto pela conservação da bebida, quando acrescido em doses moderadas, quanto pelo agravamento da chamada ressaca, quando adicionado em excesso.

“Em pessoas sensíveis, a ingestão excessiva [do dióxido de enxofre] pode causar náuseas, dores de cabeça, problemas digestivos e cutâneos e até crises de asma”, explica Pryscilla Casagrande, engenheira de alimentos e coordenadora Técnica do Centro de Competência de Alimentação e Saúde.

Segundo ela, o excesso da substância também pode dar ao vinho “um odor picante e um gosto residual desagradável à boca”.

Vale lembrar que a legislação brasileira regulamenta que a concentração de dióxido de enxofre não deve ultrapassar 350 mg/L. Sendo assim, todos os rótulos avaliados pela Proteste cumprem e lei vigente.

Os espumantes que dão a maior ressaca, segundo a Proteste

Os espumantes que dão a maior ressaca, segundo a Proteste

Apesar disso, o valor é considerado extremamente alto pela entidade que, em sua avaliação, desclassifica produtos cujas concentrações do aditivo ultrapassam 200 mg/L. “Não são necessárias quantidades tão elevadas para obter o efeito desejado [de conservação]”, afirma Pryscilla.

Confira a seguir os espumantes recomendados pela Proteste, em ordem dos que possuem maiores chances de causar ressaca até aqueles que podem ser consumidos sem riscos de dor de cabeça e enjoos – desde que bebidos com moderação.

Do universo analisado pela entidade, 32 obtiveram nota muito boa [A], 11 receberam uma avaliação boa [B], quatro foram considerados aceitáveis [C] e apenas um rótulo foi considerado ruim [E].

 

Marca Tipo Dióxido de Enxofre Total (mg/L)
Monte Paschoal Virtus Vinho Branco Espumante Natural [E]
Conde de Foucauld Vinho Branco Espumante Natural Brut [C]
Pedregais Vinho Branco Espumante Natural Brut [C]
Marcus James Brut Vinho Branco Espumante Natural Brut [C]
Donelli Prosecco Vinho Espumante Branco Brut [C]
Sperone Vinho Espumante Branco Brut [B]
Lunar Perfetto Vinho Branco Espumante Natural Brut [B]
Nieto Senetiner Vinho Espumante Branco Brut [B]
Saint Germain Vinho Branco Espumante Natural Brut [B]
Salton Prosecco Vinho Branco Espumante Natural Brut [B]
Laurentia Vinho Branco Espumante Natural Brut [B]
Linda Donna Prosecco Vino Branco Espumante Brut Doc [B]
Marcus James (Demi-sec) Vinho Branco Espumante Natural Demi-Sec [B]
Chandon (Demi-sec) Espumante Natural Branco Demi-Sec [B]
Norton (Demi-sec) Vinho Branco Espumante Demi -Sec [B]
Veuve Du Vernay Vinho Espumante Branco Brut [B]
Cave Amadeu Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Gran Legado Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Angheben Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Hórus Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Pizzato Vinho Branco Espumante Natural [A]
Casa Perini Champenoise Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Adolfo Lona Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Club Des Sommeliers Vinho Branco Espumante Brut [A]
Salton Brut Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Casa Perini Prosecco Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Cave Geisse (Método tradicional) Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Garibaldi Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Aurora Prosecco Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Miolo Espumante Natural Branco Brut [A]
Don Giovanni Vinho Espumante Natural Branco [A]
Freixenet Vinho Branco Espumante [A]
Valmarino Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Dal Pizzol Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Nero Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Santa Carolina Vinho Espumante Brut Branco [A]
Mumm Vinho Branco Espumante Brut [A]
Almadén Espumante Natural Branco Brut [A]
Casa Valduga (Arte tradicional) Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Don Arturo Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Don Román Vinho Branco Espumante Brut [A]
Occhio Nero Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Quinta Don Bonifácio Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]
Casillero del diablo Vinho Branco Espumante Brut [A]
Codorníu Vinho Branco Espumante Brut [A]
Don Guerino Don Guerino Blanc de Blancs [A]
Trivento Vinho Branco Espumante Brut Nature Meio Seco [A]
Fausto Vinho Branco Espumante Natural Brut [A]

os-espumantes-que-dao-a-maior-ressaca-segundo-a-proteste-2

Outro lado

Procurada por EXAME.com para comentar o resultado da pesquisa, a vinícola Basso criticou o teste realizado pela Proteste e afirmou que “o Espumante Monte Paschoal Virtus em questão está totalmente dentro dos padrões de composição exigidos pelo MAPA (Ministério da Agricultura)”.

A empresa ainda ressalta que a Portaria nº 229, de 25 de Outubro de 1988, especifica o limite máximo do Anidrido Sulfuroso no total de 350 mg/l, motivo pelo qual não seria razoável afirmar que “o produto apresentou uma concentração excessiva do aditivo”.

 

Receita de Profiteroles com sorvete

A rainha francesa, Catarina di Médici era definitivamente uma fã dos doces! Conta-se que um chef italiano, à pedido da majestade, criou os incríveis profiteroles. A diferença da iguaria para as carolinas, por exemplo, consiste em três detalhes: a massa é mais leve e molhadinha, os recheios são apenas doces e a calda não é dura.

 

Ingredientes

 

50 manteiga

120 Água

1 sal

60 farinha de trigo peneirada

2 ovo

270 sorvete de chocolate para rechear

 

Profiteroles com sorvete

Profiteroles com sorvete

 

Modo de preparo 

 

Pré-aqueça o forno a 180 ºC.

Numa panela média, derreta a manteiga em fogo alto com a água e o sal.

Retire do fogo e acrescente toda a farinha de uma vez. Mexa rapidamente com uma colher de pau.

Leve de volta ao fogo sem parar de mexer até obter uma massa que se desprenda do fundo da panela (cerca de 30 segundos).

Transfira para uma tigela e junte os ovos, um por vez, batendo bem com uma colher de pau até obter uma massa homogênea.

Coloque um pouco da massa num saco de confeitar com bico tipo pitanga pequeno e, sobre uma assadeira retangular grande, faça os profiteroles com 2 cm de diâmetro, deixando 2 cm entre eles.

Leve ao forno até dourar (cerca de 40 minutos). Retire e deixe esfriar na própria forma.

Corte os profiteroles ao meio na horizontal e recheie cada um com 1 colher (chá) de sorvete.

Cubra a assadeira com filme plástico ou papel-alumínio e leve ao congelador de um dia para o outro ou por 6 horas, no mínimo, para ficarem bem firmes.

 

Beber antes de fumar atenua o efeito do tabaco!

Não é recomendável o consumo de um copo de vinho por cada cigarro

De acordo com The American Journal of Medicine, há benefícios no consumo de vinho antes de fumar isto porque o vinho permite a proteção das artérias para enfrentar os efeitos negativos do tabaco. Já há muito que ouvimos falar dos benefícios do vinho e eis que surge mais um estudo a estimular o consumo da bebida.

Como todos sabemos, a única forma de evitarmos os efeitos nocivos do tabaco é a abstinência. No entanto, graças aos elevados níveis de fenol no vinho tinto, é estimulada a formação de óxido nítrico, rejuvenescendo as artérias. Assim, beber um ou dois copos por dia antes de fumar, protege os vasos sanguíneos dos danos do tabaco dado que que reduz a inflamação e retarda o processo de envelhecimento das células.

No estudo, foram analisados 20 indivíduos não fumadores que se tornaram voluntários para inalar fumo. Na experiência em que consumiram previamente vinho, este permitiu a libertação de micropartículas nas paredes das artérias, diminuição da inflamação e retardou em 56% a atividade da enzima telomerase, associada ao consumo de tabaco.

Este estudo apenas foi aplicado a jovens e não a idosos nem fumadores habituais. Aconselha-se o consumo de vinho meia hora antes de fumar. Uma vez que a maioria dos fumadores, consomem diversos cigarros por dia, não é recomendável o consumo de um copo de vinho por cada cigarro. Apenas é recomendado a fumadores ocasionais.

beber-antes-de-fumar-atenua-o-efeito-do-tabaco-3

Fonte: A vida segreda dos vinhos