Posts

Os melhores 15 filmes para apaixonados por vinhos

 

Alguns longa-metragens que elegeram o vinho e as vinícolas, como pano de fundo para contar suas histórias. Nesta lista, as obras mostram que ficção e realidade podem casar tão bem quanto uma taça de vinho com fundue de queijos no inverno.

 

1 – O Rato Que Ruge (EUA, 1959). Direção: Jack Arnold

Em um fictício “menor país do mundo”, localizado entre a França e a Suíça, a única fonte de renda existente é a exportação de um famoso vinho para os Estados Unidos. No entanto, uma falsificação feita na Califórnia faz com que o país pare de importar o produto. Pensando em uma resposta, o primeiro-ministro declara guerra aos EUA (esperando alguma ajuda depois da inevitável derrota), mas o problema é que eles “vencem” a guerra e vão ter de enfrentar as consequências.

2 – O Vale das Paixões (EUA, 1959). Direção: Henry King

Na década de 1930, uma jovem sai da Inglaterra com destino à Califórnia para ajudar os seus tios, produtores de vinho que mantiveram seus lucros mesmo nos anos de seca. Mas o que a garota não imagina é que o objetivo da família é arranjar um casamento dela com um herdeiro de outra vinícola e assim unir as terras.

3 – O Segredo de Santa Vitória (EUA, 1969). Direção: Stanley Kramer

Nesse clássico de Stanley Kramer, um vilarejo que produz vinhos recebe a difícil missão de esconder as garrafas italianas dos alemães nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

4 – Vicky Cristina Barcelona (EUA, 2008). Direção: Woody Allen

Há quem diga que nesta obra de Woody Allen o vinho poderia ser indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante. Tão presente, a taça acompanha o trio estrelado por Javier Barden, Scarlet Johanson e Penélope Cruz em quase todas as cenas pela cidade espanhola. Um delicioso filme! 

Vicky Cristina Barcelona

Vicky Cristina Barcelona

5 – Caminhando nas Nuvens (EUA, 1995). Direção: Alfonso Arau

Keanu Reeves interpreta um jovem soldado da Segunda Guerra que se oferece para passar por marido de uma jovem grávida, assim contendo a ira do pai – um vinicultor do interior dos Estados Unidos.

6 – Conto de Outono (FRANÇA, 1998). Direção: Eric Rohmer

Viúva, Magali se dedicou à produção de vinhos desde então – quando seus filhos também foram embora. Mas agora a personagem de Marie Rivière vai cair nas graças da missão de sua melhor amiga: achar um novo marido para ela.

7 – Horizonte Sem Limites (EUA, 1998). Direção: John Huddles

Rossu planeja vender a coleção de vinhos de sua família com o objetivo de adquirir uma propriedade rica em minérios. Mas o jovem encontra seu tio Cullen, um homem com planos muito mais bizarros para o tesouro da família.

8 – Mondovino (FRANÇA/ITÁLIA/ARGENTINA/EUA, 2004). Direção: Jonathan Nossiter

Nesse documentário, Jonathan Nossiter decide investigar a globalização de uma forma diferente: utilizando o vinho como pano de fundo da sua pesquisa. No filme, ele narra a “guerra” entre as famílias produtoras – como na Califórnia e Borgonha. Muito conceituado mundo afora, o filme dá um novo olhar para o mundo dos vinhos.

Mondovino

Mondovino

9 – Sideways – Entre Umas e Outras (EUA, 2004) . Direção: Alexander Payne

Presente na já citada lista de filmes sobre o mundo rural, Sideways não poderia ficar de fora dessa. Considerado um dos filmes de vinhos mais marcantes, o longa conta a história de dois amigos que descobrem no vinho e em suas próprias companhias uma forma de aproveitar e refletir um pouco mais sobre a vida.

Fato curioso: o filme ajudou a Pinot Noir a se transformar em um dos vinhos mais vendidos dos Estados Unidos.

10 – Um Bom Ano (EUA, 2006) . Direção: Ridley Scott

Também presente na lista prévia, o longa de Ridley Scott é outro indispensável quando pensamos na relação da bebida com o cinema. Russell Crowe é um acionista londrino que se vê obrigado a voltar para a França – onde passou a infância em um lindo Chatêau ao lado de seu tio. No filme, uma taça de vinho é capaz de mudar vidas.

11 – Entre Vinhos e Amores (EUA, 2007). Direção: Allison R. Hebble

Nesse interessante romance, três histórias entrelaçadas mostram como amor, alegria e questionamentos complexos como o que toca à infidelidade podem ser encontrados em uma cozinha. E, claro, uma taça de vinho para acompanhar a sequência de todos os personagens.

12 – O Julgamento de Paris (EUA, 2008). Direção: Randall Miller

Baseado em fatos reais, o filme retrata a competição internacional de melhor vinho de 1976 – quando surpreendentemente os franceses perderam para os californianos. A história do dia 24 de maio de 1976 – dia em que uma degustação às cegas deu o “épico” prêmio às bebidas da Califórnia – pode ser completamente conferida no longa.

O Julgamento de Paris

O Julgamento de Paris

13 – O Ano do Cometa (EUA, 1992). Direção: Peter Yates

Quando Margaret Harwood vai à Escócia para catalogar os vinhos do seu pai, ela encontra uma raríssima garrafa de vinho, produzida no ano da passagem do cometa Halley, em 1811. Depois disso, ela terá que fugir de um grupo de mercenários que estão atrás da garrafa.

 

14 – Blood Into Wine (EUA, 2010). Direção: David Roach

O documentário conta a história de um roqueiro que decidiu produzir vinhos no Arizona, interior dos Estados Unidos. No longa, temos a chance de aprender muito mais sobre a atuação dessa região na produção da bebida.

15 – Red Obsession (EUA, 2013). Direção: David Roach

Neste outro documentário, temos a chance de conhecer a história da obsessão chinesa por vinhos franceses, em especial os da região de Bordeaux. Narrado por Russell Crowe, o filme mostra como o país asiático vem se tornando um dos principais polos de aquisição da bebida, considerada fonte de turismo, gastronomia e luxo.

Red Obsession

Red Obsession

O que nunca ninguém conseguiu explicar. A mudança na cor dos vinhos

 

Aprenda neste post de Winechef como e por que os vinhos mudam de cor.

Na hora de fazer a análise visual, devemos considerar que existem algumas uvas que já entregam desde um princípio uma coloração mais escura ou mais dourada, e também influencia o momento de madures na hora da colheita, o grau de acidez PH do vinho, e a quantidade de S2O (anidrido sulfuroso) utilizado na elaboração (quanto maior é a concentração, maior é a transparência e a fixação da cor). Então temos sempre que estar atentos para não errar na hora de fazer análises visuais.

Outro ponto importante que tenho que mencionar é que os vinhos que passam em barrica têm uma mudança considerável na cor. Assim, um vinho branco pode ser jovem e ter uma cor mais dourada, mas neste caso a causa foi a guarda em madeira (aí vamos ao nariz sentir o aroma da madeira).

No caso dos vinhos tintos acontece algo parecido. Ou seja, o aspecto visual vai estar em constante evolução, o que se explica pela polimerização dos taninos e as antocianos (pigmentos que estão na pele e que entregam a cor do vinho tinto), através da união de suas moléculas que se transformam e juntam, ficando de um tamanho maior – razão pela qual estas ficam com peso maior e precipitam, ficando no fundo da garrafa com um aspecto de “lama”, erroneamente chamadas de “borras”.

Esta evolução permite que a mudança de cor seja muito evidente e funciona da seguinte maneira: os vinhos tintos, quando são jovens, têm sempre um coloração violeta e intensa (independente da concentração). Deve-se considerar os mesmos dois aspectos que mencionamos com o exemplo dos vinhos brancos, ou seja, quando os vinhos tintos passam por madeira, esta acelera a polimerização dos taninos e as antocianos, portanto a cor muda de maneira mais rápida.

Também temos que lembrar que existem uvas com diferentes potenciais de cor. Um bom exemplo é a uva Pinot Noir, que dentro da composição celular de sua pele tem uma baixíssima quantidade de antocianos, razão pela qual seus vinhos têm uma coloração muito mais clara que a média das uvas tintas.

 

A uva Tintorera

Contrariamente existe uma uva que se chama “tintorera” e que tem uma concentração extraordinária de cor, que é um grande diferencial frente às outras uvas tintas por ter estes pigmentos de cor não só na pele (o que é o normal), mas também no suco, motivo pelo qual é muito procurada e valorizada para “pintar” os vinhos brancos. Assim, em safras nas quais existe escassez de vinhos tintos, as bodegas, usando como base um vinho branco, colocam uma pequena porcentagem de tintorera e transformam um vinho branco em um vinho tinto.

Podemos dizer que, como a evolução os vinhos tintos sempre vai se acelerando, ou seja, o resultado da mudança química e física que acabamos de explicar se traduz agora em uma mudança constante da cor que está estreitamente ligada a uma mudança também sensorial, dos seus equilíbrios, texturas e em termos gerais dos seus aromas e sabores.

As cores que no começo foram violetas e intensas terminam logo após vários anos (ou até décadas) com um aspecto único, com tons claros, que definimos como “tijolo” ou “alaranjados”. Esta é uma etapa crítica, já que esta cor indica claramente que estamos frente a um vinho que já está evoluído. Mas agora o importante será ver se este vinho tinha ou não potencial para evoluir corretamente. Podemos dizer que todos os vinhos envelhecem, mas nem todos melhoram.

A mudança na cor dos vinhos

A mudança na cor dos vinhos

 

Conheça os ganhadores de medalhas de Grande Ouro e Ouro do concurso Catad´Or Wine Awards 2017

Com 22 anos de trajetória, Catad’Or Wine Awards é o mais importante concurso de vinhos do Chile, e uma das mais conceituados da América Latina.

 

1 Gran Oro AGRICOLA ALCHEMYSTA LTDA Alchemy Carmenere Carmenere 2015 Peumo
2 Gran Oro CASA LAPOSTOLLE Lapostolle Categoria Piscos chilenos 2016 Valle del Elqui
3 Gran Oro CASA SILVA Casa Silva Quinta Generación Red Blend 2013 Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle de Colchagua
4 Gran Oro VIÑA APALTAGUA GRIAL Carmenere 2012 Valle de Colchagua
5 Gran Oro EL PRINCIPAL El Principal Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle del Maipo
6 Gran Oro WAKEFIELD/TAYLORS Wakefield/Taylors Cabernet Sauvignon 2014 AUSTRALIA
7 Gran Oro SAN JOSE DE APALTA San José de Apalta BLUE LABEL Carmenere 2015 Peumo
8 Gran Oro VIÑA LA ROSA Ossa Tintos secos con mezcla de cepas 2009 Valle del Cachapoal
9 Gran Oro VINOS ARANJUEZ – MILCAST CORP. Aranjuez Tannat Origen Tannat 2015 BOLIVIA
10 Gran Oro ALTAMILLO Altamillo Malbec 2012 MENDOZA
11 Gran Oro VALDIVIESO Caballo Loco Grand Cru Apalta 2011 Cabernet Sauvignon 2011 Valle de Colchagua
12 Gran Oro WAKEFIELD/TAYLORS Wakefield/Taylors Cabernet Sauvignon 2013 AUSTRALIA
13 Gran Oro FOLATRE PICHAMAN ASSEMBLAGE Tintos secos con mezcla de cepas 2016 Valle de Curicó
14 Gran Oro EL AROMO Dogma Reserva Especial Otros Tintos 2014 Valle del Maule
15 Gran Oro SOCIEDAD AGROINDUSTRIAL DEL VALLE LTD SINGANI DON LUCHO – CASA REAL Otros Espirituosos 2015 BOLIVIA
16 Gran Oro MIGUEL TORRES Pisco El Gobernador Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
17 Oro CASA SILVA Doña Dominga Gran Reserva de los Andes Carmenere 2015 Carmenere 2015 Valle de Colchagua
18 Oro BODEGAS Y VDOS.CARMINE GRANATA SA Nicolás Granata Malbec 2011 Malbec 2011 MENDOZA
19 Oro CALITERRA Edición Limitada A Malbec 2015 Valle de Colchagua
20 Oro VIK LA PIU BELLE Tintos secos con mezcla de cepas 2011 Valle del Cachapoal
21 Oro ARESTI Código de Familia 380 Tintos secos con mezcla de cepas 2012 Valle de Curicó
22 Oro CHOCALÁN Chocalan Origen Carmenere Gran Reserva Carmenere 2015 Valle del Maipo
23 Oro MIGUEL TORRES Cordillera Carignan Vigno Carignan 2014 Valle del Maule
24 Oro VIK VIK Tintos secos con mezcla de cepas 2012 Valle del Cachapoal
25 Oro SANTA RITA – CARMEN CASA REAL RESERVA ESPECIAL CABERNET SAUVIGNON Cabernet Sauvignon 2012 Valle del Maipo
26 Oro LA RONCIERE Solares Tintos secos con mezcla de cepas 2012 Valle de Colchagua
27 Oro CASAS DEL TOQUI LEYENDA DEL TOQUI Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle del Cachapoal
28 Oro FLAHERTY WINES LTDA Flaherty Tintos secos con mezcla de cepas 2015 Valle del Aconcagua
29 Oro MIGUEL TORRES Cordillera Brut Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2014 Valle de Curicó
30 Oro COOPERATIVA AGRICOLA PISQUERA LTDA Alto del Carmen Envejecido Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
31 Oro SIEGEL KETRAN Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle de Colchagua
32 Oro UNDURRAGA Sibaris Carmenere 2015 Carmenere 2015 Valle de Colchagua
33 Oro SANTA EMA Santa Ema – Amplus One Carmenere Carmenere 2015 Valle del Cachapoal
34 Oro MIGUEL TORRES Cordillera Cabernet Sauvignon Cabernet Sauvignon 2013 Valle del Maipo
35 Oro CASA VALDUGA VINHOS FINOS LTDA Casa Valduga Gran Extra Brut Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2011 RIO GRANDE DO SUL
36 Oro DOÑA PAULA DOÑA PAULA 1100 Tintos secos con mezcla de cepas 2014 MENDOZA
37 Oro MONTES Montes Alpha Carmenere Carmenere 2015 Valle de Colchagua
38 Oro CASA SILVA Casa Silva 5 Cepas 2016 Tintos secos con mezcla de cepas 2016 Valle de Colchagua
39 Oro BODEGA ESTANCIA MENDOZA Condor Andino Reserva Malbec 2015 Malbec 2015 MENDOZA
40 Oro EDUARDO VIDAL WINES Nube Negra Malbec 2014 Malbec 2014 MENDOZA
41 Oro BAUZA Ensamblaje Carmenere 2014 Valle del Maipo
42 Oro BODEGA ESTANCIA MENDOZA Canciller Reserva Malbec 2015 Malbec 2015 MENDOZA
43 Oro CONO SUR Cono Sur Silencio Cabernet Sauvignon 2012 Valle del Maipo
44 Oro REQUINGUA Laku Icono – The Final Blend 2012 Tintos secos con mezcla de cepas 2012 OTRO
45 Oro SANTA RITA – CARMEN MEDALLA REAL GRAN RESERVA CABERNET SAUVIGNON Cabernet Sauvignon 2013 Valle del Maipo
46 Oro CASA SILVA Casa Silva Reserva Cuvee Colchagua Syrah 2016 Syrah 2016 Valle de Colchagua
47 Oro CASAS DEL BOSQUE Carmenere Reserva Carmenere 2015 Valle de Rapel
48 Oro CASA SILVA Doña Dominga Reserva de Familia Syrah 2016 Syrah 2016 Valle de Colchagua
49 Oro INDAP BRUTALL LUCIA TORRES (VINO CAMPESINO) Brut o seco (-15 gr/lt azúcar) 2016 Valle del Itata
50 Oro AGRICOLA SAN FELIX S.A Pisco Mulet Categoria Piscos chilenos 2015 Atacama Valle del Huasco
51 Oro COOPERATIVA AGRICOLA PISQUERA LTDA Alto del Carmen Reservado Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
52 Oro MONTES Montes Alpha Cabernet Sauvignon Cabernet Sauvignon 2014 Valle de Colchagua
53 Oro LAS VELETAS Las Veletas Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle del Maule
54 Oro EL AROMO Dogma Reserva Especial Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle del Maule
55 Oro DOÑA JOSEFA DE ELQUI PISCO ARTESANAL DOÑA JOSEFA DE ELQUI Categoria Piscos chilenos 2016 Valle del Elqui
56 Oro CHATEAU LOS BOLDOS Chateau Los Boldos Vieilles Vignes Cabernet Sauvignon 2015 Valle del Cachapoal
57 Oro BISOGNO WINES LTDA El Perla Pais 2014 Valle del Maule
58 Oro CASAS PATRONALES Tonaroma Reserva de Familia Cabernet Sauvignon Cabernet Sauvignon 2012 Valle del Maule
59 Oro CASAS PATRONALES Wise Monkey Reserva de Familia Cabernet Sauvignon 2012 Valle del Maule
60 Oro SIEGEL SIEGEL UNIQUE SELECTION Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle de Colchagua
61 Oro INVINA Tricky Rabbit Tintos secos con mezcla de cepas 2016 Valle del Maule
62 Oro INDAP DON CLAUDIO ESPUMANTE BRUT (VINO CAMPESINO) Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2016 Valle del Itata
63 Oro TRES PALACIOS Tres Palacios Reserva Sauvignon Blanc Sauvignon Blanc 2017 Valle del Maipo
64 Oro TIERRA DE POETAS Tierra de Poetas Carmenere 2015 Valle de Colchagua
65 Oro SANTA RITA – CARMEN CARMEN GOLD RESERVE CABERNET SAUVIGNON Cabernet Sauvignon 2010 Valle del Maipo
66 Oro COOPLONCOMILLA kimche Carignan Reserva Carignan 2016 Valle del Maule
67 Oro CIA BRASILERA DE DISTRIBUCAO CDS ESPUM NAC MOSCATEL 750ML Doux espumante 2007 RIO GRANDE DO SUL
68 Oro INDAP MORA REYES SECANO S. V.CINSAULT ROSE (VINO CAMPESINO) Vinos Rosados tranquilos 2016 Valle del Itata
69 Oro CASA VALDUGA VINHOS FINOS LTDA Casa Valduga 130 Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 0 RIO GRANDE DO SUL
70 Oro CASAS DEL TOQUI COURT ROLLAN BLANC DE BLANCS EXTRA BRUT Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2015 Valle del Cachapoal
71 Oro VIÑA APALTAGUA COLECCION Carignan 2015 Valle del Maule
72 Oro MILLAMAN Paya Malbec Malbec 2015 Valle de Curicó
73 Oro BISOGNO WINES LTDA Bisogno Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle del Maule
74 Oro UNIVERSIDAD DE SANTIAGO DE CHILE ERNESTO PERFECTO Pais 2015 Atacama Valle del Huasco
75 Oro GARIBALDI WINES LTDA. Maurizio Garibaldi – Lemu Malbec 2014 Valle del Maipo
76 Oro VINÍCOLA GAZZARO LTDA VINHO MOSCATEL ESPUMANTE-GAZZARO Demi sec o Semi Seco (-40 gr/lt) 0 RIO GRANDE DO SUL
77 Oro BAUZA Presumido Carmenere 2015 Valle del Maipo
78 Oro ERRAZURIZ MAX RESERVA CABERNET SAUVIGNON 2015 Cabernet Sauvignon 2015 Valle del Aconcagua
79 Oro COOPERATIVA AGRICOLA PISQUERA LTDA Capel Transparente Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
80 Oro LUIS FELIPE EDWARDS Doña Bernarda Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle de Colchagua
81 Oro BODEGA ESTANCIA MENDOZA Canciller Reserva Cabernet Sauvignon 2015 Cabernet Sauvignon 2015 MENDOZA
82 Oro PERALILLO WINES HSUR 8515 Reserve Tintos secos con mezcla de cepas 2015 Valle de Colchagua
83 Oro DALBOSCO DALBOSCO RESERVA ENSAMBLAJE 2016 Tintos secos con mezcla de cepas 2016 Valle del Limarí
84 Oro VALLE SECRETO SA Private Cabernet Franc Cabernet Franc 2013 Valle del Cachapoal
85 Oro INDÓMITA Espumante Indómita Brut Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 0 Valle de Casablanca
86 Oro SANTA EMA Santa Ema – EMA Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2013 Valle de Leyda
87 Oro ANTAWARA Antawara Reserva Merlot 2014 Valle del Maule
88 Oro VERAMONTE Veramonte Pinot Noir 2015 Valle Central
89 Oro VINÍCOLA GAZZARO LTDA VINHO BRANCO ESP. NATURAL BRUT- TRADICIONAL- GAZZARO Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 0 RIO GRANDE DO SUL
90 Oro SUTIL La PLaya Estate Series Viognier Viognier 2016 Valle de Colchagua
91 Oro ERRAZURIZ DON MAXIMIANO FOUNDER’S RESERVE Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle del Aconcagua
92 Oro VALLE FRIO VF Red Blend Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle del Maule
93 Oro COOPLONCOMILLA Kimche Syrah Reserva Syrah 2016 Valle del Maule
94 Oro KORTA Korta Barrel Selection Cabernet Sauvignon Tintos secos de una cepa 2015 Valle del Maule
95 Oro ESTAMPA ESTAMPA FINA RESERVA CABERNET SAUVIGNON Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle de Colchagua
96 Oro CASAS PATRONALES Casas Patronales Maucho Malbec 2013 Valle del Maule
97 Oro CONO SUR CONO SUR 20 BARRELS Chardonnay 2016 Valle de Casablanca
98 Oro BODEGAS VOLCANES DE CHILE TECTONIA Tintos secos con mezcla de cepas 2013 Valle Central
99 Oro UNDURRAGA Undurraga Rosé Royal Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 0 Valle de Leyda
100 Oro FOLATRE Folatre Brut Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2015 Valle de Curicó
101 Oro INDAP MAGENTA VINO TINTO CINSAULT 2016 (VINO CAMPESINO) Cinsault 2016 Valle del Itata
102 Oro RPB SA Ricordi Malbec Malbec 2014 MENDOZA
103 Oro ERRAZURIZ MAX RESERVA PINOT NOIR 2015 Pinot Noir 2015 Valle del Aconcagua
104 Oro CASAS DEL BOSQUE Syrah Pequeñas Producciones Syrah 2015 Valle de Casablanca
105 Oro COOPERATIVA VINÍCOLA GARIBALDI LTDA Espumante Garibaldi Moscatel Doux espumante 0 RIO GRANDE DO SUL
106 Oro ESTAMPA ESTAMPA RESERVA CABERNET SAUVIGNON Tintos secos con mezcla de cepas 2015 Valle de Colchagua
107 Oro VIÑA LA ROSA La Rosa Carmenere Carmenere 2013 Peumo
108 Oro EL RADAL LTDA Domain Dussaillant Lehmann Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2014 Valle del Maule
109 Oro VULTURWINES VULTUR GRYPHUS Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle de Colchagua
110 Oro COOPERATIVA AGRICOLA PISQUERA LTDA Monte Fraile Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
111 Oro BAUZA Pisco Reservado 40° Categoria Piscos chilenos 0 Valle del Limarí
112 Oro BLU WINES BLU Carignan 2013 Valle del Maule
113 Oro MASSENEZ Flaviata Assemblage Tintos secos con mezcla de cepas 2016 Valle del Cachapoal
114 Oro PERALILLO WINES HSUR 6040 Tintos secos con mezcla de cepas 2015 Valle de Colchagua
115 Oro VIÑEDOS Y BODEGAS CAMPOS DE SOLANA ESTHER ORTIZ GRAN RVA. DE FAMILIA – CAMPOS DE SOLANA Petit Verdot 2015 BOLIVIA
116 Oro ESTAMPA ESTAMPA GOLD Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle de Colchagua
117 Oro CASAS DEL BOSQUE BO Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2014 Valle de Casablanca
118 Oro INDAP NÜYÜN CINSAULT (VINO CAMPESINO) Cinsault 2016 Valle del Itata
119 Oro VALDIVIESO Valdivieso ECLAT VIGNO 2011 Carignan 2011 Valle del Maule
120 Oro CASA SILVA Casa Silva Reserva Cuvee Colchagua Cab.Sauvignon 2016 Cabernet Sauvignon 2016 Valle de Colchagua
121 Oro ANTAWARA Antawara La Estrella Cabernet Sauvignon 2011 Valle del Maipo
122 Oro PORTAL DEL ALTO Special Selection Alejandro Hernandez Cabernet Sauvignon 2014 Valle del Maipo
123 Oro VIN. REGIONAL DE ENSENADA SA DE CV Inspiracion Coco Nebbiolo Nebiollo 2014 MEXICO
124 Oro ALTO QUILIPIN Alto Quilipin Malbec Reserve Malbec 2014 Valle del Maule
125 Oro CIA BRASILERA DE DISTRIBUCAO CDS VH CHI TTO MERLOT 750ML – 2016 Merlot 2016 Valle Central
126 Oro CASA SILVA Casa Silva Quinta Generación White Blend 2015 Blancos secos con mezcla de cepas 2015 Valle de Colchagua
127 Oro MASSENEZ Donum Red Assemblage Tintos secos con mezcla de cepas 2014 Valle del Cachapoal
128 Oro LAS NIÑAS (DEL NUEVO MUNDO) Las Niñas Gran Reserva Cabernet Sauvignon – Merlot 2015 Tintos secos con mezcla de cepas 2015 Apalta
129 Oro MORETTA WINES Carigno del Maule Carignan 2015 Valle del Maule
130 Oro CIA BRASILERA DE DISTRIBUCAO CDS VH CHI TTO MALB RSV 750ML – 2016 Malbec 2016 Valle Central
131 Oro CASA SILVA Doña Dominga Syrah 2016 Syrah 2016 Valle de Colchagua
132 Oro VINICOLA GEISSE LTDA. Victoria Geisse Extra Brut Vintage Reserva Brut o seco (hasta 15 gr/lt azúcar) 2015 RIO GRANDE DO SUL
133 Oro BODEGA ESTANCIA MENDOZA Estancia Mendoza Malbec Roble 2014 Malbec 2014 MENDOZA

 

Conheça os ganhadores de medalhas de Grande Ouro e Ouro do concurso Catad´Or Wine Awards 2017

Conheça os ganhadores de medalhas de Grande Ouro e Ouro do concurso Catad´Or Wine Awards 2017

Receita fácil de Salmão com molho de alcaparras

 

Para a noite especial, que tal preparar esta receita de Salmão com molho de alcaparras. É fácil e rápida de fazer…

Ingredientes

  • 200 g de filé de salmão
  • 1 dente de alho amassado
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • 1 colher (sopa) de alcaparras
  • 1 colher (sobremesa) de cebolinha picadinha
  • 1 colher (sobremesa) de salsa picadinha
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de suco de limão

Modo de preparo

  • Tempere o filé de salmão com sal, pimenta e alho e deixe tomar gosto.
  • Grelhe em frigideira com um fio de azeite ou asse envolto em papel alumínio em forno pré aquecido por 15 minutos.

Molho

  • Pique as alcaparras e misture com a cebolinha, a salsinha e o suco de limão.

Montagem

  • Transfira o salmão para o prato, e derrame delicadamente o molho sobre o
    filé grelhado.
  • Sirva com arroz integral e seleta de legumes, ou com arroz branco e brócolis.

 

Rendimento: 1 porção

 

Tempo de preparo: 20 minutos

Salmão com molho de alcaparras

Salmão com molho de alcaparras

Robert Parker: Ranking dos 50 melhores CARIGNAN do Chile

Robert Parker está premiando com altas pontuações estes tintos únicos no mundo

Os Carignan chilenos são diferentes, tem uma história fantástica para contar, e os produtores do vale do Maule estão fazendo um trabalho meticuloso e estratégico com esta uva, a que sem dúvida alguma, vai se transformar em pouco tempo na nova estrela da viticultura chilena.

Os Carignan possuem uma boca mediterrânea, e sua estrutura tânica uma matriz totalmente distinta ao que estamos acostumados com as outras variedades tintas. Poderíamos dizer que são menos estruturados e mais longos na boca. Integrados com uma alta acidez natural que lhes da maior frescor.

Estamos já preparando um post para os próximos dias com todos os detalhes relacionados a essa uva em mais uma entrevista com Andrés Sanchez, criador da agrupação VIGNO. Fique bem atento, e não demore em experimentar um vinho desses. A boa notícia é que a pesar dos excelentes níveis de qualidade que eles têm em ermos gerais, seus preços são bem mais em conta que outros vinhos que tem obtido a mesma pontuação e de similar qualidade.

Robert Parker Ranking dos 50 melhores CARIGNAN do Chile

Robert Parker Ranking dos 50 melhores CARIGNAN do Chile

Agora, deixamos abaixo um ranking com:

Os 50 melhores Carignan chilenos, segundo o crítico de vinhos Robert Parker:

 

SAFRA NOME DO VINHO PONTUAÇÃO
2010 Bravado Old Vines Dry Farmed Carignan 93
2009 Bodegas Re Vigno By Vina Roja 93
2011 Garage Wine Co Lot #34 Carignan 93
2007 Gillmore Hacedor de Mundos Carignan 93
2008 Gillmore Hacedor de Mundos Carignan 93
2011 Undurraga Vigno Carignan 93
2008 Bravado Tirso 92
2011 Garage Wine Co Lot #35 Carignan 92
2010 Gillmore Vigno Carignan 92
2010 Undurraga Vigno Carignan 92
2011 Undurraga Carignan T H 92
2010 Valdivieso Eclat Vigno Carignan 92
2008 Vina Canepa Genovino Carignan 92
2010 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 92
2011 Gillmore Vigno Carignan 91
2010 Louis-Antoine Luyt Empedrado Carignan 91
2012 Louis-Antoine Luyt Empedrado Carignan 91
2011 Luis Felipe Edwards 100 Cien Carignan 91
2009 Meli Carignan Dueno de la Luna 91
2005 Odfjell Odfjell 91+
2007 Santa Ema Amplus Carignan 91
2009 Vina Morande Vigno Carignan 91
2010 Vina Morande Vigno Carignan 91
2011 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 91
2009 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 91
2010 Crazy Wines Carignan T 90
2007 De Martino Carignan Single Vineyard 90+
2008 De Martino Vigno Carignan 90
2010 Garage Wine Co Lot 29 Carignan 90
2010 Garage Wine Co Lot 32 Carignan 90
2011 Garage Wine Co Vigno Old Vines Dry Farmed Carignan 90
2009 Gillmore Vigno Carignan 90
2008 Meli Carignan 90
2008 Odfjell Organic Orzada Carignan 90+
2008 Santa Ema Amplus Carignan 90
2009 Santa Ema Amplus Carignan 90
2009 Vina Canepa Genovino Carignan 90
2011 Vina Canepa Genovino Carignan 90
2007 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 90
2008 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 90+
2009 De Martino Single Vineyard El Leon Carignan 89
2011 Odfjell Carignan Orzada 89
2010 Rogue Vine El Insolente Single Vineyard Itata 89
2009 Undurraga Carignan T H 89
2004 Vina Morande Carignan Edicion Limitada 89
2009 Vina Morande Vigno Old Vines Dry Farmed Carignan 89
2011 Vina Villalobos Vinedo Silvestre Carignan 89
2012 Alcance Vigno Carignan 88
2011 Odfjell Vigno Carignan 88
2010 Odfjell Carignan Orzada 88

 

 

Resultados Concurso Mundial de Bruxelas, edição Brasil, 2017 Destilados e Cachaças

A cidade de Bento Gonçalves (RS) sediou entre os dias 4 e 7 de abril de 2017, a 15ª edição brasileira do CONCOURS MONDIAL DE BRUXELLES; o mais importante concurso de vinhos e destilados do mundo. A competição avaliou apenas amostras brasileiras, com o objetivo de revelar os melhores rótulos e projetá-los no mercado internacional. Alex Ordenes, editor de Winechef formou parte do jurado.

 

Veja os resultados da categoria “Destilados e Cachaças”.

 

DESTILADOS QUE RECEBERAM MEDALHAS DE GRANDE OURO:

 

Cachaça Bem Quer Prata Santíssima Agro Indústria Pitangui

Cachaça de Alambique Taverna de Minas Armazenada Carvalho 12 meses Taverna de Minas

Cachaça Envelhecida em Barris de Bálsamo H. Weber e Cia

Cachaça Extra Premium Dom Tapparo Engenho Ademilson Fernando Tapparo ME

Cachaça Extra Premium Vitoriosa Engarrafamento Pitu

Cachaça Heats Brazil Envelhecida Jequitibá HB AgroIndústria

Cachaça Itupeva Armazenada Umburana Bebidas Tonoli

Cachaça Leandro Batista Envelhecida H. Weber e Cia

Cachaça Premium 7 Madeiras H. Weber e Cia

Cachaça Reserva do Nosco Envelhecida Reserva Especial Carvalho Francês Marcelo Nordskog

Alex Ordenes, editor de Winechef formou parte do jurado do Concurso Mundial de Bruxelas, edição Brasil, 2017

Alex Ordenes, editor de Winechef formou parte do jurado do Concurso Mundial de Bruxelas, edição Brasil, 2017

DESTILADOS QUE RECEBERAM MEDALHAS DE OURO:

 

Cachaça Bassi Armazenada Bálsamo Adega Bassi

Cachaça Bento Albino Extra Premium Carvalho Armando de Abreu e Cia

Cachaça Cipó da Serra Armazenada em Carvalho, Amburana e Bálsamo Taverna de Minas

Cachaça Coisa Nossa Armazenada Amburana Cofercan

Cachaça Coluninha Armazenada em Carvalho e Amburana Coluninha

Cachaça de Alambique Taverna de Minas Carvalho Frances e americano Taverna de Minas

Cachaça Dose Classica Série Cristal Santa Barbara

Cachaça Gogó da Ema Tradicional (Armazenada Bálsamo) S. K. L. Medeiros Ferreira

Cachaça Harmonie Schnaps Envelhecida na Amburana Leandro Augusto Higert

Cachaça Harmonie Schnaps Prata Leandro Augusto Higert

Cachaça Heats Brazil Amendoim HB Agroindústria

Cachaça Lambe-Lambe Moreninha Blend Amburana e Carvalho Alambique Ouro Fino

Cachaça Orgânica Sanhaçu Armazenada em Toneis de Umburana Oto B. Silva

Cachaça Premium Jequitibá Ademilson Fernando Tapparo

Cachaça Santiago do Norte Armazenada em Bálsamo Cachaçaria Victória

Cachaça Sebastiana Duas Barricas Envelhecida em Carvalho e Castanheira Santa Rufina

Cachaça Serafina Ouro Armazenada em Carvalho e Amburana Serafina

Cachaça Vira Copos Rio Manso

Cachaça Werneck Premium Ouro Envelhecida em Barris de Carvalho ECX Cachaças Artesanais

Cachaça Werneck Reserva Especial ECX Cachaças Artesanais

Cachaça1532 Branca Pura Ebercon

Cachaça Bola da Vez Prata Armazenada em Amendoim Engenho da Cana

Cachaça Carvalheira Tradicional Extra Premium Carvalho Decana do Brasil

Casa Bucco Envelhecida em Carvalho Casa Bucco

Licor Creme e Amora MA & MA Ademilson Fernando Tapparo

Unser Schnaps Nossa Cachaça Enzweiler e Buchmann

Ypioca 160 Composta com Malte Diageo Brasil

 

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 - 15º Edição Brasil

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 – 15º Edição Brasil

 

DESTILADOS QUE RECEBERAM MEDALHAS DE PRATA:

 

Brasilberg da Casa Underberg Underberg do Brasil

Cachaça Alambique de Minas Ouro Armazenada em Amburana Engenho da Cana

Cachaça Bucco Envelhecida Amburana Casa Bucco

Cachaça Cabaré Extra Premium Ademilson Fernando Tapparo

Cachaça Canelinha da Marilia Mendonça Ademilson Fernando Tapparo

Cachaça Capim Cheiroso Cristal Capim Cheiroso

Cachaça Coisa Nossa Armazenada em Bálsamo Cofercan

Cachaça de Alambique Serigote Petronius

Cachaça de Alambique Taverna de Minas Armazenada em Jequitibá Taverna de Minas

Cachaça Envelhecida Orgânica Velho Alambique Amburana Ivandro Remus

Cachaça Guaraciaba Drink bidestilada Guaraciaba

Cachaça Heats Brazil Clássica HB Agroindustria

Cachaça Ibituruna Armazenada em Carvalho Itatinga

Cachaça Nobre Engenho Nobre

Cachaça Paratiana Ouro Extra Premium MG Paraty

Cachaça Pedra Branca Ouro Armazenada em Carvalho Sitio Pedra Branca de Paraty

Cachaça Prata Orgânica H. Weber e Cia

Cachaça Premium De La Vega Engenho da Cana

Cachaça Princesa Izabel Aquarela Princesa Izabel

Cachaça Prosa Mineira Ouro Prosa Mineira

Cachaça Reserva do Nosco Branca Marcelo Nordskog

Cachaça Santo Grau Coronel Xavier Chaves Natique

Cachaça Santo Grau Solera Pedro Ximenes Natique

Cachaça Soledade Balsámo Fazenda Soledade

Cachaça Terra Forte Armazenada em Bálsamo Cachaçaria Terra Forte

Cachaça Tiara Rainha Armazenada em Carvalho e Jequitibá Jurumirim

Engenho D’Ouro Gabriela Aguardente Comp. com Melado, Cravo e Canela Engenho D’ Ouro

Licor de Cachaça com Amburana H. Weber e Cia

Schuss Steinhaeger Tradição Alemã Joaquim Thomaz de Aquino Filho

 

Receita fácil de Bacalhau

 

Bacalhau Gomes de Sá com algo mais.

Bacalhau é um dos pratos mais frequentes na Páscoa. Bacalhau à Gomes de Sá é uma das receitas favoritas por estas terras brasileiras.

Originário da cidade do Porto, esta receita de bacalhau é uma das mais populares e conhecidas em todos os lugares. A mistura de batatas, azeitonas, ovos e cebolas com lascas de bacalhau é irresistível.

Quando preparo este bacalhau, faço algumas pequenas modificações. Acrescento alho-poró, pimentões e bacon (sim, podem apostar, fica delicioso).

 

INGREDIENTES Bacalhau Gomes de Sá

 (4 pessoas)

4 postas de Bacalhau do Porto

1/2 Kg de batatas em rodelas

2 cebolas em rodelas finas

1 alho-poró em rodelas finas (apenas a parte branca)

4 dentes de alho em fatias finissímas

3 ovos cozidos picados em cubinhos

1 pimentão vermelho em cubinhos

1 pimentão verde em cubinhos

50 g de bacon em tiras pequenas

Azeitonas pretas sem caroço

Azeite de oliva de ótima qualidade abundante

Salsinha picada

Sal e pimenta-do-reino moída na hora

 

Bacalhau Gomes de Sá

Bacalhau Gomes de Sá

PREPARO

Após dessalgar o bacalhau, aqueça uma panela funda com bastante água até a fervura e mergulhe as postas. Quando voltar a ferver, deixe por mais 1 minuto e retire (não jogue fora a água). Remova a pele (se houver) e faça lascas do bacalhau, retirando os espinhos.  Reserve.

Na água do bacalhau, cozinhe as rodelas de batatas, sem deixar desmanchar.

Aqueça uma frigideira, coloque um fio de azeite e frite o bacon, até estar crocante. Retire e escorra em papel toalha.

Aqueça outra frigideira com um pouco de azeite. Coloque os cubos de pimentão e grelhe suavemente, Retire e reserve. Adicione o alho-poró, a cebola e o alho. Tempere com sal e pimenta e deixe murchar.

Forre o fundo de uma travessa refratária com azeite e faça uma camada de cebola e alho-poró. Por cima faça outra com as rodelas de babatas e após, uma com lascas de bacalhau. Repita o processo até os ingredientes acabarem, deixando por último uma camada de cebolas com alho-poró e os cubos de  pimentões por cima. Preencha a travessa com azeite até 3/4 de sua altura.

Um pouco antes de ir à mesa:

Aqueça o forno e coloque a travessa. Deixe até borbulhar. Retire e enfeite com o ovo, as azeitonas e o bacon. Salpique a salsinha picada e sirva imediatamente.

Hoje é possível encontrar postas de bacalhau congeladas já dessalgadas, o que diminui o tempo de preparo. Esta é uma sugestão maravilhosa para seu ceia de ano novo. Com certeza, um prato destes é prenúncio de um grande ano que está começando.

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 – 15º Edição Brasil

A cidade de Bento Gonçalves (RS) sediará entre os dias 4 e 7 de abril de 2017, a 15ª edição brasileira do CONCOURS MONDIAL DE BRUXELLES; o mais importante concurso de vinhos e destilados do mundo. A competição avaliará apenas amostras brasileiras, com o objetivo de revelar os melhores rótulos e projetá-los no mercado internacional.

As degustações são sempre às cegas e realizadas por um júri renomado, composto por jornalistas brasileiros e estrangeiros que têm a intenção de promover o vinho nacional e a cachaça. As degustações e avaliações acontecerão em sessões fechadas a partir de 04/04 e a divulgação dos resultados será feita no dia 07/04.

Segundo Baudouin Havaux, presidente da Vinopres – empresa belga que organiza o evento – houve um aumento médio de 30% nas vendas dos vinhos e cachaças premiados em edições anteriores.

Os produtores – de pequeno ou grande porte – interessados em ter seus vinhos avaliados, deverão se inscrever pelo e-mail: concurso@marketpress.com.br e enviar 6 garrafas de vinhos ou 3 garrafas de destilados – de cada uma das amostras – até o dia 20 de março, para a organizadora do Concurso no Brasil.
Endereço: Avenida São Camilo, 412-12, Granja Viana, Cotia, São Paulo.

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 - 15º Edição Brasil

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 – 15º Edição Brasil

SERVIÇO – 15º CONCURSO MUNDIAL DE BRUXELAS – EDIÇÃO BRASIL

Data: 04 a 07 de abril de 2017

Local: Condomínio Vitivinícola Spa do Vinho – Bento Gonçalves – RS
Facebook: facebook.com/concursomundialdebruxelas

 

ATENDIMENTO IMPRENSA

Cássio Vilela
Tels: +55 (11) 2878-0111 ou 96786-7867
E‐mailcassio@promonde.com.br

15º CMB-BRASIL é organizado pela empresa belga VINOPRES.

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 - 15º Edição Brasil

Concurs Mondial de Bruxelles 2017 – 15º Edição Brasil

APOIO

REVISTA VINHO MAGAZINE
IBRAVIN: INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO
GOVERNO DO RIO GRANDE DO SUL
SPVINHO
IBRAC
APRODECANA
CONDOMÍNIO VITIVINÍCOLA SPA DO VINHO

Concurso Carménère al mundo 2016

Na sua quinta versão, esse concurso chileno, que é organizado pela associação Nacional de engenheiros agrônomos de Chile (ANAIE) outorgou um total de 33 medalhas de ouro, sendo reconhecido como o melhor vinho da competição o Founder´s Collection 2013, da vinícola Undurraga.

 

Veja todas as medalhas de Ouro

Alchemysta Alchemy Carmenère 2015
Apaltagua Envero Gran Reserva 2014
Apaltagua Grial 2012
Arboleda Arboleda Carmenère 2014
Canepa Finisimo Gran Reserva Carmenère 2015
Carmen Carmen Gran Reserva Grande Vidure 2014
Casa Bauza Ensamblaje 2014
Casa Bauzá Presumido 2014
Casa Silva Altura 2009
Casa Silva Carmenere Reserva Cuvée  2015
Casa Silva Carmenère Malbec Reserva Cuvée 2015
Casa Silva Carmenère Syrah Reserva Cuvée 2015
Concha y Toro Casillero del diablo Reserva Privada Carmenère 2014
Cremaschi Furlotti Vénere 2013
Chocalán Carmenere reserva 2014
De Martino Armida 2009
Dely Verdugo Jara Dely 2016
Errazuriz Kai 2013
Estampa La Cruz  2012
Koyle Gran Reserva Carmenère 2013
La Rosa Cornellana Gran Reserva 2014
La Rosa La Capitana Barrel Reserve 2014
Maipo Gran Devoción
Maipo Vitral Carmenère 2015
Morandé Morandé Gran Reserva Carmenère 2012
Ravanal Ravanal MR 2014
Requingua Toro de Piedra Carmenère Cabernet Sauvignon 2014
San Pedro 1865 Single Vineyard Carmenère 2015
Siegel Wines Crucero Colection Carmenère 2015
Siegel Wines Unique Selection 2013
Terranoble Lahuen 2013
Undurraga Founders Collection Carmenère 2013
Ventisquero Vertice Carmenère Syrah 2012
Concurso Carménère al mundo 2016 - júri

Concurso Carménère al mundo 2016 – júri

Estudo centenário aponta vinho como investimento melhor do que arte

Desde 1900, vinhos raros valorizaram 5,3% ao ano acima da inflação.

Vinhos de alta qualidade representam investimentos melhores que objetos de arte, selos e títulos do governo, aponta uma pesquisa feita pela Cambridge Judge Business School em conjunto com a Vanderbilt University e a HEC Paris. O estudo que remonta a 1900.

Os pesquisadores usaram preços de casas de leilões no Reino Unido e constaram que os vinhos de alta gama, como os Premier Cru Classé de Bordeaux, por exemplo, tiveram uma apreciação de 5,3% ao ano acima da inflação durante todo o período estudado. Esse valor é muito superior aos 2,4% dos objetos de arte e os 2,8% dos selos e também seria acima dos 5,2% de valorização do mercado de ações mundial se não fossem os custos de armazenagem, que baixam os ganhos para 4,1% ao ano.

Premier Cru Classé de Bordeaux

Premier Cru Classé de Bordeaux

Segundo os analistas, algo notável a respeito do vinho é que seu valor pode subir ao mesmo tempo em que a qualidade do líquido cai. Os grandes exemplares maduram bem durante décadas, mas, com o tempo, podem se transformar em vinagre e tornarem-se impróprios para beber. Mas, mesmo assim, seu preço tende a subir.

Para Elroy Dimson, um dos autores do estudo, os vinhos muito antigos se transformam em “vinagres muito charmosos” para os colecionadores. Dimson e seus colegas argumentam que o valor do vinho tem três componentes. O de consumo imediato, os dividendos potenciais na espera por amadurecer e seu valor como um item de colecionador. Isso dá origem a um ciclo de vida “estranho” como é o do vinho velho, em que o valor aumenta impulsionado por seu apelo para o consumidor até que ele atinja a maturidade, então estanca e, em seguida, sobe novamente para um patamar final, em que apesar de você não poder beber, a raridade da garrafa faz com que ela se valorize.

Com o tempo, os preços dos vinhos também aumentam com o crescimento da riqueza. Quanto mais as pessoas podem pagar pelos vinhos de qualidade, mais o custo sobe. Portanto, o vinho tem uma correlação com os mercados de ações.

Cru Classé de Bordeaux

Cru Classé de Bordeaux