Vinho, perfume e eletrônicos vão subir com mais imposto? Empresas respondem

 
O aumento do imposto para produtos importados, sancionado pela presidente Dilma Rousseff no início desta semana, vai aumentar o preço de produtos como vinhos, perfumes e eletrônicos trazidos do exterior?  Segundo empresas importadoras consultadas pelo UOL, o impacto deve ser pequeno.

A nova regra sobe de 9,25% para 11,75% a taxa de PIS/Cofins para importados. Para algumas categorias de produtos, o aumento foi maior, como remédios (de 12% para 15,79%) e cosméticos e perfumes (de 12,5% para 20%). A lei começa a valer no dia 1º de outubro de 2015.

A alta faz parte do pacote de ajuste fiscal, medidas tomadas pelo governo para tentar equilibrar as contas públicas. O governo espera elevar a arrecadação em R$ 694 milhões neste ano e em quase R$ 1,2 bilhão anualmente a partir de 2016.

Impostos serão 77,78% do preço de vinhos importados

Segundo cálculos do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), a nova taxa de PIS/Cofins fará com que a carga tributária de vinhos importados, por exemplo, passe de 75,88% para 77,78%. No caso dos vinhos nacionais, a carga é de 54,73%.

Mesmo com o aumento, Antoine Zahil, da Zahil importadora de vinhos de 14 países, diz que não deve elevar o preço para o consumidor final. “O impacto no preço é só de 1% a 2%“, diz.

Vinhos Importados

Vinhos Importados

Para empresário, decisão do STF compensa a alta do imposto

Zahil cita uma decisão do Supremo Tribunal Federal que resultou em diminuição dos tributos cobrados sobre importados. Como a companhia não repassou a queda para o preço final, a alta do PIS/Cofins, agora, compensa a diferença.

A decisão do STF, de outubro de 2014, é referente à cobrança de imposto sobre imposto.

Antes, o governo federal recolhia o PIS/Cofins de produtos importados sobre um valor em que já estava embutido outro imposto, o ICMS , que é estadual. O STF decidiu que a cobrança é inconstitucional e que o valor de base para o cálculo do PIS/Cofins não pode conter outro imposto

 

Fonte: UOL

Veja a matéria no UOL

 

Alex Atala se pronuncia sobre a polêmica do foie gras

 

O chef Alex Atala se pronunciou sobre a polêmica envolvendo a proibição do foie gras em São Paulo.

“É um absurdo! (…) Como é possível a cidade regulamentar o que a pessoa come? Onde isso vai parar? (…) A gastronomia é uma força turística de São Paulo. Em vez de tolher, deveriam promovê-la”, afirmou o chef ao jornal Folha de S. Paulo.

O projeto de lei proíbe a produção e comercialização de foie gras em restaurantes do município. Segundo os favoráveis à proposta, para que se obtenha o fígado engordado de patos, as aves passam por um método desumano, chamado gavage. Consiste em introduzir alimentos no estômago do animal à força através de tubos de silicone.

O prefeito Fernando Haddad tem até o próximo dia 25 para deliberar. Especula-se que ele vetará o projeto.

E você, é favor ou contra o foie gras? Deixe seu comentário!

Alex Atala se pronuncia sobre a polêmica do foie gras

Alex Atala se pronuncia sobre a polêmica do foie gras

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

 

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

Se você gosta de cerveja tanto quanto de rock, já pode comemorar. Os integrantes da banda Queen anunciaram o lançamento da “Queen Bohemian Lager”, uma cerveja que homenageia os quarenta anos do hit “Bohemian Rhapsody”, lançado em 1975.

A bebida será produzida na República Tcheca e terá teor alcóolico de 4,7%. Segundo o comunicado oficial, a Queen Bohemian Lager se destaca pela coloração dourada e pelo lúpulo.

O rótulo tem o logo da banda, que é assinado pelo próprio Freddy Mercury, vocalista da banda morto em 1991. Ele fez o desenho enquanto ainda estudava na Ealing Art College, de Londres.

Uma caixa com 12 garrafas de 330 ml da bebida custa 20 libras (cerca de R$ 96) no site de um revendedor autorizado da marca.  Mas por enquanto não é possível importar para o Brasil.

Esta não é a primeira criação alcóolica do grupo. Este ano, também em comemoração aos quarenta anos da canção, eles lançaram sua própria vodca – a Killer Queen.

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

 

Quando devemos decantar um vinho?

 

Todo o mundo já escutou alguma vez sobre isso, mas o que realmente significa?

Como já aprofundei em uma matéria anterior em relação ao fato de tirar a rolha para que o vinho respire (e deixamos claro naquela matéria que tirar a rolha não serve para nada), então, a primeira coisa que devemos entender é que não são todos os vinhos que devem ser decantados – já que muitos deles não se beneficiam com a decantação, mas ao contrário: em questão de minutos, a presença de oxigênio os deteriora aromaticamente.

Os vinhos espumantes, brancos e rosés não são decantados quase nunca. Existem casos de vinhos brancos que, em algumas raras exceções, são decantados (só os grandes e mais complexos vinhos brancos, ou seja, os brancos top’s a nível mundial que conseguem ter uma vida longa e que precisam de oxigenação para entregar todas as suas virtudes).

Os aromas destes vinhos são muito frágeis, e normalmente basta tirar a rolha que estes se mostram com uma perfeita intensidade e exuberância. Neste caso, o melhor é abrir a garrafa e colocar o vinho imediatamente na taça, já que é durante os primeiros minutos que os aromas deste estilo de vinhos vão se expressar com maior qualidade. Então, se decantarmos um vinho deste tipo, só vai fazer com que estes aromas desapareçam com o oxigênio que entrarão no decanter, e quando o vinho chegar à taça já não vai ter ficado mais nada.

Agora falando dos vinhos tintos, a maioria deles também não precisa decantação, seguindo a mesma lógica explicada anteriormente. Eles perdem muito com a decantação. Todos os vinhos varietais (sem estágio em madeira) e os vinhos simples (mesmo que sejam tintos) devem ser colocados direito na taça.

Quando temos vinhos que possuem uma concentração de “polifenóis” de maior contração (cor, aromas e sabor), estes precisam do oxigênio para se manifestar com maior claridade e qualidade, e é neste caso que é preciso decantar, isto é, independente da uva, e o que vai importar vai ser o vinho, a concentração e a qualidade que ele tenha. 

Quando devemos decantar um vinho?

Quando devemos decantar um vinho?

Omelhor é usar a seguinte lógica: vinhos simples para consumo rápido não devem ser decantados e vinhos de melhor qualidade, mais concentrados, que tiveram guarda em madeira, devem ser decantados.

Esta ação de decantação parece não ter importância, mas na verdade tem sim. Um vinho de muita qualidade servido sem decantar é um grande desperdício – lembre-se que é o oxigênio que produz o efeito da liberação das partículas aromáticas, então, o decanter deve ter uma “boca” suficientemente grande para que possa existir um intercâmbio entre o oxigênio e o líquido. Logo, não adianta colocar o vinho em um decanter e encher até o topo e não deixar que o líquido tenha contato com o oxigênio.

Por último, vai depender da concentração do vinho o tempo que vai ser necessário decantar; vinhos mais concentrados vão necessitar mais tempo. O que você pode fazer é deixá-los sempre no decanter entre 20 e 30 minutos antes de beber, isso também dá valor ao vinho, porque ele vai melhorar não só sensorialmente, mas também “psicologicamente”, no sentido que as pessoas sempre associam vinhos decantados a vinhos de qualidades.

E o fato de ter que esperar que o vinho termine de se oxigenar no decanter dá uma sensação de expectativa muito positiva… É como esperar que o pão saia do forno na padaria, ou seja, parece que o pão é sempre melhor quando está fresquinho… E o vinho também é sempre melhor quando é decantado.

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

 

Vistas atualmente como antagônicas, as duas bebidas surgiram de modo muito parecido e perfizeram trajetórias similares em diferentes culturas

Vinho e cerveja costumam ser vistos como bebidas opostas. Uma está ligada a calor, festas, bares e futebol enquanto outra combina mais com frio, jantares românticos e discussões intelectuais. O que poucos sabem é que, apesar de muito diferentes, elas possuem muitas coisas em comum.

A começar pela história, o vinho e a cerveja foram descobertos da mesma forma, ou seja, por processo de fermentação que ocorreu por acidente. O vinho, acredita-se, foi descoberto por volta do ano 8000 a.C., data dos primeiros registros de plantio de uva feito pelo homem.

Já a cerveja não possui um período definido de seu surgimento, no entanto, sabe-se que foi descoberta sem querer também, quando um recipiente de grãos (inicialmente para fazer pão) foi esquecido aberto e, quando choveu, os grãos germinaram e revelaram o processo de maltagem, que criou as condições necessárias para fabricação da cerveja.

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

No que diz respeito às lendas, as bebidas também convergem. No antigo Egito tanto o vinho como a cerveja eram considerados líquidos sagrados. Os faraós queimavam vinhedos para oferecê-los aos deuses, assim como os sacerdotes utilizavam a cerveja para realizar rituais sagrados. Por isso, apesar de parecerem muito diferentes na cultura atual, as duas bebidas tiveram origem e funções muito parecidas.

 

Vitória Expovinhos 2015 começa amanha

 

Amanha dia 24 de junho começa a versão 2015 dessa feria que já se consagro como das mais importantes do Brasil.

Interessados em participar do evento já podem comprar suas inscrições para um ou dois dias. A inscrição dá o direito a visitar a feira, que funciona no formato de Wine Tasting, no qual o inscrito pode degustar os rótulos apresentados pelos expositores.

Realizado pela Federação do Comércio, de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomercio-ES), o Vitória Expovinhos 2015 – 7° Salão Internacional de Vinho de Vitória será realizado nos dias 24 e 25 de junho, no Centro de Convenções de Vitória. E os interessados em participar deste, que é o maior e mais importante evento de vinhos do Espírito Santo já podem garantir a sua taça.

As inscrições para o 7° Salão Internacional de Vinho de Vitóriapodem ser feitas pelo site www.rotaeventos.com.br

 

Logomarca Expovinhos 2015

Logomarca Expovinhos 2015

Os organizadores do evento preveem para esta edição cerca de 1500 rótulos de 16 países, que serão apresentados pelos expositores presentes à feira. Nesse modo, o participante inscrito recebe uma taça de cristal na recepção e pode degustar todos os vinhos apresentados pelos expositores presentes à feira. Além da oportunidade única de ter à sua disposição centenas de rótulos para degustação, os visitantes podem conversar com enólogos, sommeliers e representantes, que apresentam cada vinho.

 

Serviço:
Evento: Vitória ExpoVinhos 2015 – 7º Salão Internacional do Vinho de Vitória
Data: 24 e 25 de junho
Local: Centro de Convenções de Vitória

 

Convite:
1 dia: R$ 150,00
2 dias: R$ 250,00
Confrarias, convites corporativos e grupos acima de 10 pessoas: 20% desconto

Informações: Rota Eventos – Tel.: (27) 3319-8110

 

Receita fácil de Salada de camarões

 

Imagina preparar em poucos minutos uma salada sofisticada,  deliciosa, e muito refrescante. A chef Edneia Benfica preparou esta receita, que certamente você vai a adorar.

 

Ingredientes para preparar Salada de camarões

200 gramas de rúcula

12 fatias  presunto de parma

12 unidades Camarão VG

200 gramas tomate cereja

4 unidades de batata

200 gramas queijo parmesão

 

Preparação da Salada de camarões

 

Envolva os camarões em finas fatias de presunto cru e doure em frigideira quente e finalize no forno aquecido dois minutos a 180 graus.

Cozinhe as batatas deixando ao dente e logo gratine as mesmas com o queijo parmesão.

Coloque os tomates cerejas na frigideira com azeite, acrescente uma pitada de sal e pimenta do reino.

Depois de frio servir com a rúcula.

Salada de camarões e batatas

Salada de Camarões. Muito refrescante e fácil de preparar.

 

Dica da chef Edneia Benfica

Para que sua receita fique ainda mais gostosa, pode acompanhar a salada com este molho de camarão.

Processe as cascas do camarão e em uma panela, e cozinhe com um pouco de conhaque.

Coe bem e adicione um pouco de azeite e creme de leite.

Tempere ao seu gosto e pronto, seu molho já pode ser apresentado na sua salada de camarões.

 

Dica do Sommelier Conseil Alex Ordenes, para harmonizar a salada de camarões:

 

Então, para harmonizara essa salada de camarões existem várias opções, acredito que os  vinhos que melhor se entenderiam com os cores, aromas e sabores dessa receita seria algum vinho Rosé. O importante é que seja um Rosé jovem, fresco e frutado. Também poderia harmonizar com vinhos espumantes, de preferência também roses,  com a condições de que sejam Brut (que não sejam doces).

 

Hospital francês terá bar de vinhos para pacientes terminais

 

A ideia é que os pacientes terminais tenham diversão e entretenimento com parentes e amigos

Um bar de vinhos será aberto em setembro em um hospital da cidade de Clermont-Ferrand, no centro da França. Sua inauguração parte de uma ideia da Dra. Virginie Guastella, a qual visa melhorar a qualidade de vida dos pacientes terminais, promovendo uma melhor interação com suas famílias.

Para Guastella, os pacientes em estado terminal tem total direito de se divertir. Ela acredita que nada deve impedir que alguém desfrute de algo que os franceses tanto valorizam: um momento descontraído com a família e amigos na companhia de um bom vinho. 

O bar será abastecido por uma adega do próprio hospital, que disponibilizará vinhos, champanhes e uísques, todos doados por instituições locais. O hospital espera que ainda possa acrescentar à adega uma seleção de grand crus.

Hospital francês terá bar de vinhos para pacientes terminais

Hospital francês terá bar de vinhos para pacientes terminais

Os melhores Cabernet Sauvignon do Ano, segundo Descorchados 2015

 
Veja a lista de vinhos dos primeiros 13 colocados na categoria de uva Cabernet Sauvignon na última versão de Guia de Vinhos Descorchados, do periodista chileno Patricio Tapia.

Cono Sur Silencio Cabernet Sauvignon 2010. Vale do Maipo / 96 pontos
Santa Rita Casa Real Cabernet Sauvignon 2011. Vale do Alto Maipo / 96 pontos
Aquitania Lazuli Cabernet Sauvignon 2006. Vale do Maipo – Macul / 95 pontos
Calcu Futa Cabernet Sauvignon 2010. Vale de Colchagua / 95 pontos
Calcu Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2012. Colchagua Andes / 94 pontos
Cono Sur 20 Barrels Cabernet Sauvignon 2011. Vale do Maipo Alto- Pirque / 94 pontos
Miguel Torres Manso de Velasco Cabernet Sauvignon 2010 – Vale de Cúrico / 94 pontos
Santa Carolina Piedras Pizarras Cabernet Sauvignon 2013 – Alto Cahcapoal / 94 pontos
Santa Carolina Luis Pereira Cabernet Sauvignon 2012 – Alto Maipo / 94 pontos
Santa Rita Cerro 93 Cabernet Sauvignon 2013 – Alto Maipo / 94 pontos
Tres Palacios Cholqui Cabernet Sauvignon 2012 – Vale do Maipo / 94 pontos
Viñedos Chadwick Cabernet Sauvignon 2012 – Alto Maipo / 94 pontos

 

Cono Sur Silencio Cabernet Sauvignon 2010. Vale do Maipo / 96 pontos - entre os melhores Cabernet Sauvignon do Ano, segundo Descorchados 2015

Cono Sur Silencio Cabernet Sauvignon 2010. Vale do Maipo / 96 pontos – entre os melhores Cabernet Sauvignon do Ano, segundo Descorchados 2015

Winechef realiza degustação de vinhos em Manhuaçu

 

Há algumas semanas viajamos a Manhuaçu para realizar uma degustação de vinhos organizada pela confraria local Amigos do Vinho, liderada pelo entusiasta enófilo Frederico Majeski

Os Assistentes:

Me chamou muito a atenção o incrível nível de conhecimento das pessoas que participaram da degustação, todos muito interessados em aprender, em descobrir e em degustar com muita concentração e paixão cada uns dos 7 vinhos apresentados durante a degustação.

Winechef realiza degustação de vinhos em Manhuaçu

Winechef realiza degustação de vinhos em Manhuaçu

 

 OS vinhos da degustação GRANDES TINTOS DOS ANDES

Desde o início do projeto de degustações de Winechef, sempre pensamos em que os vinhos que fazem parte das distintas opções temáticas teriam que ser de muita qualidade, e isso foi  um dos detalhes que contribuiu para o sucesso do evento.

 

Essa é a relação dos vinhos apresentados no curso/degustação.

 GRANDES TINTOS DOS ANDES

Hubert Weber Cabernet Sauvignon 2006 ARGENTINA

Belasco de Baquedano Llama Roble Malbec 2012 ARGENTINA

Monteviejo Festivo Malbec 2011  ARGENTINA

Calcu Carménère Gran Reserva 2009 CHILE

Santa Ema Amplus Cabernet Sauvignon 2008 CHILE

Undurraga TH Carignan 2009 CHILE

Neyen Espiritu de Apalta Blend 2007 CHILE

Winechef realiza degustação de vinhos em Manhuaçu 4

 

Alex Ordenes e Edneia Benfica de Winechef na  degustação de vinhos em Manhuaçu

Alex Ordenes e Edneia Benfica de Winechef na degustação de vinhos em Manhuaçu

VEJA TODOS OS DETALHES DA DEGUSTAÇAO GRANDES TINTOS ANDINOS