Vinho chileno pode interromper Tour de France

Vinho chileno pode interromper Tour de France

O presidente do Sindicato dos Viticultores do Aude, Frédèric Rouanet, promete barrar o percurso do Tour de France, a mais importante corrida de bicicletas do mundo, quando passar pelo departamento localizado no sul da França.

O motivo de tal cólera é que o vinho chileno Cono Sur é o patrocinador oficial da competição. “É inconcebível que um vinho estrangeiro patrocine o Tour de France. Não precisa ser um vinho do Aude, mas tem de ser francês. O vinho é um símbolo nacional e o Tour é o símbolo do ciclismo no mundo”, concluiu.

O contrato foi assinado em 2014 para as edições 2015, 2016 e 2017 do Tour de France, mas a marca só pode aparecer nas etapas internacionais, pois a legislação francesa, lei Evin, impede que bebidas sejam associadas ao esporte.

Vinho chileno pode interromper Tour de France

Vinho chileno pode interromper Tour de France

Ainda em 2014 quando ainda não era patrocinador oficial teve sua marca exposta nas três etapas do Reino Unido e o grupo Cono sur viu suas vendas aumentarem de 10% na terra da Rainha Elizabeth.

O alerta de Rouanet é tardio e não deve canelar o contrato com os organizadores do Tour de France. Mas criou polêmica internacional e ele promete barrar a etapa local, 13 de julho, quando a corrida deverá passar por Carcassonne, a capital do departamento do Aude.  

 

Fonte: Conexão Francesa – Jornal do Brasil

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *