Cidade de Portugal envelhece vinhos no fundo do mar

Cidade de Portugal envelhece vinhos no fundo do mar

No âmbito de um protocolo celebrado no dia 27 de julho entre a Câmara Municipal da cidade de Sines e a APVCA – Associação de Produtores de Vinho da Costa Alentejana, foram hoje colocadas nas águas do Porto de Recreio cerca de 700 garrafas de vinho dos produtores desta sub-região.

O pretexto imediato da iniciativa é a realização da Regata dos Grandes Veleiros (RDV Tall Ships Race) que passará por Sines entre 28 de abril e 1 de maio de 2017.

O objetivo, no entanto, é que passe a constituir um evento anual, destinado à promoção dos vinhos da Costa Alentejana, associada à promoção de Sines como um destino turístico que acrescenta aos seus variados produtos turísticos mais este produto, celebrando a qualidade dos vinhos da Costa Alentejana com uma experiência de maturação no fundo do mar.

Cidade de Portugal envelhece vinhos no fundo do mar

Cidade de Portugal envelhece vinhos no fundo do mar

Nesta primeira experiência, pretende a Câmara Municipal de Sines, com a colaboração dos produtores da APVCA, que oferecem os vinhos, e do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que construiu os “cestos” para a colocação do vinho no mar, criar um presente original para oferecer às tripulações dos grandes veleiros que aportarão em Sines em 2017.

As garrafas ficarão a diferentes níveis de profundidade no Porto de Recreio e, durante o período em que ficarão no mar, cerca de seis meses, serão recolhidas amostras para avaliar o estado do vinho a cada fase da maturação.

No final da iniciativa, foram degustados vinhos da mesma produção dos que foram colocados no mar.

A iniciativa teve o apoio da Turismo do Alentejo e Ribatejo, da Administração dos Portos de Sines e do Algarve e da Ecoalga.

Veja Também:

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *