Concha y Toro é considerada a marca de vinhos mais poderosa do mundo

 

Concha y Toro é a líder e Gallo e Robert Mondavi aparecem logo atrás em lista feita por consultoria internacional

Um relatório anual da consultoria “Intangible Business” apontou a Viña Concha y Toro como a “marca de vinho mais poderosa do mundo”, no que é considerado o mais influente ranking da indústria de bebidas do mundo.

Na lista geral (que soma todos os tipos de bebidas alcoólicas), aliás, a vinícola chilena aparece em 21o lugar, subindo oito lugares em relação ao ano passado. “O reconhecimento internacional reforça a visibilidade global e a imagem que a marca Concha y Toro alcançou. É algo pelo qual temos trabalhado há anos. É uma grande conquista, não somente para a empresa, mas para o vinho chileno que cresce em importância na indústria do vinho mundial”, disse o CEO da vinícola, Eduardo Guilisasti.

A lista das empresas de vinho mais poderosas segue com a Gallo em segundo lugar, seguida por Robert Mondavi, Hardys e Barefoot, entre as cinco primeiras.

Logomarca vinicola Concha y Toro

Logomarca vinicola Concha y Toro

Confira abaixo a lista dos 12 primeiros lugares:

1- Concha y Toro
2- Gallo
3- Robert Mondavi
4- Hardys
5- Barefoot
6- Yellowtail
7- Sutter Home
8- Beringer
9- Jacobs Creek
10- Lindeman’s
11- Blossom Hill
12- Wolf Blass

 

 

Hubert Weber Xylo Blend: O ganhador da guia Descorchados como Super Preço da Argentina

 

Hubert Weber mais uma vez me surpreendeu com um vinho de excelente relação preço-qualidade.

O vinho foi classificado pelo Guia de Vinhos Descorchados 2013 como o melhor blend da Argentina na categoria que todos nós adoramos – “Super Preço”.  Xylo aparece como o “Blend Super Preço da Argentina”, isso para começar…

1-Vinho Hubert Weber Xylo

Tipo Tinto
Safra 2011
Volume 750ml
País Argentina
Região Mendoza
Pontuação Winechef

Winechef 91 Pontos

Winechef 91 Pontos

Uva 60% Bonarda, 25% Syrah, 15% Tempranillo
Teor Alcoólico 13,5%
Tipo de Uva Tinta Assemblage
Amadurecimento 3 meses cubas de cemento
Visual Sua cor está levemente evoluída, mas com um lindo tom cereja.
Olfativo No nariz, o aroma dominante é de cerejas vermelhas, que aparecem com muita nitidez à medida que o vinho começa a abrir na taça. Acompanham outros aromas da mesma família, cherris, marrosquinos, ou seja, um cenário bem frutado, tão agradável que dá vontade de ficar só sentindo o aroma por vários minutos. Além da deliciosa frutosidade, também há algum tons terrosos, tipo “sois boi” (terra úmida), corteça (casca) de árvore, suaves e delicados tons de lavanda e menta, que só enriquecem mais um nariz cativante.
Gustativo A performance olfativa é excelente, mas é no paladar onde este vinho mostra seus melhores atributos. Seu corpo é meio e, particularmente, delicado, seus taninos são suaves como a seda, mostrando uma textura que se desliza no paladar. As notas da fruta soam mais uma vez intensas, principalmente as cerejas, aportando magia num vinho fresco e juvenil, que com certeza vai apaixonar muitos paladares brasileiros. O único problema deste vinho é que e ele é viciante…e a taça fica vazia sem que a gente perceba, parece que o vinho se evapora na taça…. Como dica, recomendo sempre ter uma outra garrafa a mão.
Dica de Harmonização Corvinha grelhada com um cremoso molho de gorgonzola.
Risoto de camarão com aspargos frescos e banana da terra chip’s.
Lasanha ao creme de cogumelos com verduras.
Pato confitado com purê de batatas e maçã caramelizada.
Carnes vermelhas delicadas
Churrasco típico brasileiro
Tipo de Comida Massas e Carnes
Temperatura de Serviço 16 graus
Potencial de Guarda 5 anos
Nome da Vinícola Hubert Weber
Propriedade da Vinícola Vinho de Autor
Produtor Hubert Weber

Colheita 2015 em Bento Gonçalves será pano de fundo para documentário

 

Entre os meses de janeiro e fevereiro, o interior de Bento Gonçalves recebe as gravações de “À sombra das Videiras”

A colheita de uvas no Rio Grande do Sul já começou e, como sempre, deve seguir até março. Neste ano, porém, além de todo o trabalho e festividades que acompanham essa época, uma equipe de filmagem estará acompanhando a vindima para produzir um documentário chamado “À Sombra das Videiras”.

O projeto é da Faculdade Cenecista, por meio do Núcleo Audiovisual Cenecista (NAC), e as gravações vão ocorrer entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano na Linha Paulina, no interior do município de Bento Gonçalves. A ideia é mostrar os reflexos das migrações sazonais de trabalhadores e o contraste cultural entre empregados e pequenos produtores durante a colheita de uva.

​​”O homem e a mulher do campo são responsáveis pela principal etapa no processo agroindustrial vitivinícola. Embora a cadeia produtiva se expanda, a produção das uvas na Serra Gaúcha ainda depende dos pequenos produtores, das famílias e de seu cuidado com os parreirais. Ao sol ou à sombra, eles mantém essa riqueza cultural no sul do Brasil, num esforço de permanência no campo como uma opção de qualidade de vida e oportunidade para seus descendentes”, comenta Boca Migotto, diretor do documentário.

O roteiro tem três elementos fundamentais: a chegada dos migrantes a Bento Gonçalves e a recepção por parte dos produtores – representados no documentário por três famílias de Bento Gonçalves; os dias de colheita e o desenrolar das refeições e conversas entre produtores e trabalhadores; e a despedida.

Colheita 2015 em Bento Gonçalves

Colheita 2015 em Bento Gonçalves

Fonte: Revista Adega.

Templar Knight. O Cavaleiro Templário da Bulgaria

 

Templar Knight Cabernet Sauvignon  safra 2006

Os verdadeiros amantes do vinho sempre estão disponíveis para descobrir novos aromas e sabores. Todos concordamos que a degustação constante é a única forma de ampliar nossos conhecimentos. Há uns dias degustei um vinho de esses que não sempre temos a possibilidade.

Quando soube que se tratava de um vinho da Bulgária, já achei interessante, mais quando vi que era um Cabernet Sauvignon e da safra 2006, fiquei ainda mais entusiasmado. Claro, assim como muitos apaixonados por vinho, adoro a versatilidade da uva Cabernet Sauvignon, e como é uma uva que tem textura de taninos que precisa de tempo, o fato de já ter mais de 8 anos, era um bom sinal.

O nome do vinho e o rótulo me deixaram ainda mais curioso: Templar Knight (Cavaleiro Templário) me surpreendeu muito positivamente.

Assim que você tiver a possibilidade de provar uma garrafa, entenderá porque achei necessário fazer um post particularmente sobre este vinho. Agora, a má noticia é que foram importadas apenas 120 garrafas.

Deixo abaixo uma descrição sensorial deste vinho, para animá-los ainda mais e garanto que não vão se arrepender.

Vinho Templar Knight da Bulgaria

Vinho Templar Knight da Bulgaria

 

 

Vinho Templar Knight da Bulgaria
Tipo Tinto
Safra 2006
Volume 750ml
Pontuação Alex Ordenes 

Templar Knight 2006 - 93 pontos Winechef

Templar Knight 2006 – 93 pontos Winechef

País Bulgária
Região Suhindol
Uva 100% Cabernet Sauvignon
Teor Alcoólico 12%
Amadurecimento 12 meses em barricas francesas e americanas, de 225 litros e 6 meses em garrafa.
Visual Vermelho muito concentrado com leves tons da evolução.
Olfativo Excelente em sua fase aromática, onde começa a mostrar diferentes camadas olfativas. Primeiro, os aromas balsâmicos aportados pela guarda em madeira. Algumas notas de cedro à tabaco, suaves notas a regaliz e com a oxigenação do vinho na taça, começam a mostrar cada vez um lado mais guloso e sedutor. A fruta confeitada completa a cena olfativa com notas de ‘amoras ao licor’, que aparecem incrivelmente harmonizadas com os outros elementos. É uma nariz de grande nível, com um alto padrão de complexidade e em plena evolução.
Gustativo Mantém um alto nível também no paladar. Entra com muito volume devido a sua ótima concentração. Seus taninos estão aí, bem presentes, mas são de um nível de maciez sobressaliente. Tem densidade, profundidade e principalmente equilíbrio. A sua acidez é intensa, mas sempre perfeitamente bem integrada ao conjunto.
Dica de Harmonização Tournedos de Filé Mignon
Carré de cordeiro assado com tomates e alcachofras confit.
Ragu de javali com gnocchi (nhoque) de mandioquinha e broto de beterraba.
Costela de boi cozida no vapor com molho bordelaise e purê de batata.
Carne bovina cozida no vinho Cabernet.
Nome da Vinícola Templar Knight

Aprenda como abrir garrafa de espumante chacoalhado

 

Segundo cientistas, a pressão da garrafa agitada até mesmo diminui, reduzindo o risco de o líquido “explodir”, depois de cerca de 3 minutos de espera

Uma pesquisa da Universidade de Reims, na região de Champagne, França, mostrou que não é preciso ter medo de abrir um espumante depois de agitá-lo com receio de que a rolha voe longe e o líquido “exploda” em um spray de espuma. Aliás, segundo os cientistas, chacoalhar vigorosamente a garrafa pode até diminuir esse risco de explosão durante a abertura.

A explicação para isso estaria nas bolhas. Quando a garrafa está fechada, o dióxido de carbono  no líquido e o do gargalo são proporcionais. Ao agitar a garrafa, criam-se bolhas grandes durante a mistura do gás com o líquido. No entanto, quando essas bolhas se rompem, um pouco do dióxido de carbono é absorvido pelo líquido, reduzindo levemente o total de gás na garrafa.

Contudo, a diminuição na pressão depende do tempo. Se a garrafa for aberta logo após ser chacoalhada, sairá aquele spray de espuma com que os pilotos de Fórmula 1 costumam comemorar. Porém, se a garrafa for deixada em paz por alguns minutos (os pesquisadores apontam 2 minutos e 40 segundos como o tempo ideial), a dissipação das bolhas causam uma queda de pressão que dura cerca de 30 segundos.

De acordo com Gérard Liger-Belair, co-autor do estudo, “a diminuição de pressão é realmente muito pequena e detecta apenas em sensores de alta precisão”. Ele acredita que, por isso, “a maneira mais segura de abrir uma garrafa de espumante é fazer isso gentilmente, sem sacodi-la”.

Aprenda como abrir garrafa de espumante chacoalhado

Aprenda como abrir garrafa de espumante chacoalhado

Resultados da Guia de Vinhos Descorchados 2015

 

Muitas surpresas na lista dos ganhadores, da guia de vinhos Descorchados 2015 – Chile

A cena chilena tem mudado consideravelmente nos últimos anos, juntamente com os estilos dos vinhos, uvas e regiões.

É exatamente isso o que nos mostra este guia de vinhos do jornalista chileno Patricio Tapia, que nesta versão de número 16, vem com quase 500 páginas totalizando mais de três mil vinhos degustados.

Resultados da Guia de Vinhos Descorchados 2015

Resultados da Guia de Vinhos Descorchados 2015

Destaque especial para os fantásticos vinhos que estão sendo elaborados nas encostas da cordilheira dos Andes e em regiões extremas ao sul e norte do país, e não deixar de comentar das uvas que até momento eram desconhecidas, tais como Cinsault, Carignan e a Pais, elas que ainda vão ser muito faladas nos próximos anos.

 

Guia de vinhos Descorchados 2015 – Chile – Relação de vinhos ganhadores:

 

Melhor Tinto. 97 pontos. Cousiño Macul. Lota cabernet 2009, Maipo

Melhor Branco. 96 pontos. De Martino. Viejas Tinajas Muscat 2013, Itata

Branco revelação do ano. 92 pontos. Sierras de Bellavista.  Riesling 2013, Colchagua

Tinto revelação do ano.

93 pontos. Tabalí. Roca Madre Malbec 2014, Limarí

94 pontos. Santa Carolina. Specialties Tinto de Montaña Malbec 2013, Curicó

93 pontos. Concha y Toro. Marqués de Casa Concha País Cinsault 2014, Cauquenes

93 pontos s. J.A. Jofré. Vinos Fríos del Año Carignan Tempranillo Carménère 2014, Molina

Marca revelação do ano. Sol de Sol, Aquitania

Bodega revelação do ano. House Casa del Vino e El Viejo Almacén de Sauzal

Melhor cabernet franc. 96 puntos. Maquis. Franco 2011, Colchagua

Melhor cabernet sauvignon

96 pontos. Cono Sur. Silencio 2010, Alto Maipo

96 pontos. Santa Rita. Casa Real Reserva Especial 2011, Alto Maipo

Melhor carginan. 95 pontos. Bodegas RE. Re Nace Cariñena 2013, Maule

Melhor carménère

95 pontos. Concha y Toro. Terrunyo Lot 1 2013, Peumo

Melhor chardonnay. 96 pontos. Aquitania. Sol de Sol 2011, Traiguén

Melhor cinsault. 94 pontos. De Martino. Viejas Tinajas 2014, Itata

Melhor espumante

94 pontos. Bodegas RE. Re Noir Nature Virgen Pinot Noir, Casablanca

94 pontos. Morandé. Nature Chardonnay Pinot Noir, Casablanca

Melhor malbec

93 pontos. House Casa del Vino. Malmau 2013, Maule

93 pontos. Viu Manent. Viu 1 2011, Colchagua

Melhor merlot. 93 pontos. Tres Palacios. Cholqui 2011, Maipo

Melhor mezcla blanca

93 pontos. Apaltagua. Colección Blanc Marsanne, Roussanne e Viognier 2014, Leyda

93 pontos. Ramirana. Gran Reserva Sauvignon Blanc e Gewürztraminer 2014, Lolol

93 pontos. William Févre. Quino Blanc Sauvignon Blanc e Riesling 2012,  Malleco

Melhor mezcla tinta. 97 pontos. Cousiño Macul. Lota cabernet 2009, Maipo

Melhor moscatel. 96 pontos. De Martino. Viejas Tinajas Muscat 2013, Itata

Melhor otras cepas blancas. 94 pontos. Casa Marín. Casona Vineyard, gewürztraminer 2014, Lo Abarca

Melhor outras cepas tintas

93 pontos. Lapostolle. Collection Monastrell 2013, Apalta

93 pontos. Pérez Cruz. Chaski Petit Verdot 2012, Alto Maipo

Melhor país: 93 pontos. Concha y Toro. Marqués de Casa Concha Limited Edition 2014, Secano interior

Melhor pinot noir

93 pontos. Maycas de Limarí. San Julián 2013, Limarí

93 pontos. Montsecano. Montsecano 2013, Casablanca

93 pontos. Tabalí. Talinay 2013, Limarí

Melhor riesling. 94 pontos. Sierras de Bellavista. Sierras de Bellavista 2014, Colchagua Andes

Melhor rosado. 92 pontos. Bodegas RE. Pinotel Pinot Noir Moscatel 2014, Casablanca

Melhor sauvignon blanc

96 pontos. Laberinto. Cenizas de Laberinto 2014, Maule

96 pontos. Leyda. Lot 4 2014, Leyda

Melhor syrah

95 pontos. Errázuriz. Aconcagua Costa 2013, Aconcagua Costa

95 pontos. Leyda. Lot 8 2012, Leyda

95 pontos. Undurraga. TH 2012, Limarí

Súper preço extremo branco. 89 pontos. Cono Sur. Bicicleta Gewürztraminer 2014, Colchagua

Súper precio extremo tinto. 89 pontos. Santa Rita. 120 Reserva esepcial, cabernet sauvignon 2013, Maipo

Súper precio blanco. 94 pontos. Leyda. Garuma Vineyard Sauvignon Blanc 2014, Leyda

Súper precio tinto

92 pontos. Cacique Maravilla. Pipeño país 2014, Biobío

92 pontos. Maycas de Limarí. Sumaq Pinot Noir 2013, Limarí

A vinícola Dal Pizzol lançou sorvete de espumante

 

O Sorvete Brasil e a vinícola Dal Pizzol lançou um sorvete de espumante brut

O Sorvete Brasil e a vinícola Dal Pizzol lançam neste sábado, dia 6 de dezembro, no Rio de Janeiro, o sorvete exclusivo de espumante Dal Pizzol Brut. O novo sabor foi feito artesanalmente, sem conservantes, sem gordura hidrogenada e essências.

A parceria com a Dal Pizzol, uma das mais tradicionais e premiadas vinícolas do país, agrega dois produtos de alta qualidade no mercado. A vinícola celebra quatro décadas de tradição e qualidade com o lançamento de um sorvete ideal para as comemorações de fim de ano.

No paladar, o sorvete inicialmente apresenta refrescância e acidez, seguindo para um final de boca macio e suave bastante equilibrado. O sorvete está sendo vendido por R$12,00 a bola.

Sorvete Espumante

Sorvete Espumante

 

 

Resultados do 12º Annual Wine of Chile Awards – Brasil 2014

 

Em uma cerimônia de gala no hotel Renaissance, na cidade de São Paulo, foram revelados os resultados do concurso Annual Wine of Chile Awards 2014, que em esta ocasião foi realizado fora do Chile.

Neste concurso participam apenas vinhos chilenos, os que foram degustados por um grupo de especialistas brasileiros, o que vem a demostrar a grande importância que o Brasil representa para as projeções comercias do mercado de vinhos chilenos.

O melhor vinho do concurso (Best in Show) foi um tinto produzido nas frias terras do vale de Casablanca, e pertence á línea Gran Reserva da vinícola Casas Del Bosque, da safra 2012.

 

Resultados O 12º Annual Wine of Chile Awards – Brasil 2014

Lista dos TOP 15 Annual Wine of Chile Awards 2014

 

1º – Syrah Gran Reserva 2012 – Vinã Casas del Bosque
2º – Premium Red – Armida 2009 – De Martino
3º – Premium White – Amélia 2013 – Concha y Toro
4º – Other Reds – Tama Vineyard Selection Carignan 2013 – Viña Anakena
5º – Other Withes – Single Vineyard Neblina Riesling 2011 – Leyda
6º – Blends – 5 cepas 2013 – Casa Silva
7º – Rosé – Gallardía del Itata Cinsault 2014 – Vinã De Martino
8º – Sparkling Wine – Brut Nature – Viña Morande
9º – Late Harvest – Erasmo Late Harvest Torontel 2009 – Erasmo
10º – Cabernet Sauvignon – Gran Terroir de Los Andes – Los Lingues  2012 – Viña Casa Silva
11 – Carmenére – Carmenére Reserva 2013 Pedriscal Vineyard – Viña Falernia
12 – Pinot Noir – Pinot Noir Reserva 2013 – Viña Falernia
13 – Syrah – Syrah Gran Reserva 2012 – Viña Casas del Bosque
14 – Chardonnay – Tarapacá Gran Reserva Chardonnay 2013 – Viña Tarapaca
15 – Sauvignon Blanc – Specialties Sauvignon Blanc Ocean Side 2014 – Viña Santa Carolina

2da parte das últimas pontuações de Robert Parker para o Chile. Seguem as surpresas!

 

Depois de muitos anos espera e bastante ansiedade por parte dos produtores de vinhos chilenos, o representante da revista Wine Advocate (e do próprio Robert Parker), Luis Gutiérrez, publicou suas notas.

Há muitas surpresas e muitas conclusões que poderíamos tirar da lista, mas neste primeiro post sobre os vinhos pontuados de Robert Parker. A princípios de esta semana publicamos os primeiros 28 colocados no ranking, segue a continuação os 28 seguentes da lista:

Veja a primeira parte: 

 

Robert Parker

 

 

SAFRA

NOME DO VINHO

PONTUAÇÃO

2013
Matetic Sauvignon Blanc EQ
93
2012
Matetic Pinot Noir EQ
93
2011
Montes Montes Folly
93
2007
Montes Taita 2007
93
2013
Montescano Refugio Pinot Noir
93
2013
Ribera del Lago Laberinto Cenizas de Barlovento SB
93
2008
Santa Carolina Wines Herencia
93
2010
Santa Rita Casa Real Cabernet Sauvignon
93
2011
Undurraga Vigno Carignan
93
2011
Ventolerala Claro de Luna Pinot Noir
93
2011
Vina Aquitania Sol del Sol Chardonnay
93
2011
Vina Sena Sena
93
2006
Von Siebenthal Toknar
93
2010
Almaviva
92
2012
Altamana Malbec Constanza Vineyard
92
2011
Antiyal Antiyal
92
2010
Antu Ninquen Ninquen
92
2009
Bodegas Re Revelado
92
2013
Bodegas Re Syragnan
92
2010
Bodegas y Vinedos O Fournier O Fournier
92
2009
Calcu Futa Cabernet Sauvignon
92
2009
Calyptra Assemblage Gran Reserva
92
2009
Calyptra Zahir
92
2013
Casa Marin Sauvignon Blanc Cypress Vineyard
92
2012
Casa Marin Riesling Miramar Vineyard
92
2009
Casa Marin Pinot Noir Lo Abarca Hills
92
2011
Clos des Fous Cauquenina
92
2011
Clos des Fous Locura 1
92

 

 

 

Lista completa dos melhores 100 vinhos do ano 2014 da Wine Spectactor

 

Te apresentamos a lista completa dos melhores 100 vinhos do ano 2014, da prestigiosa revista Wine Spectactor.

Dos países da América do Sul o destaque especial é para o Chile, que colocou 6 vinhos estre os TOP´s 100, incluindo um deles entre os Tops 10. A Argentina teve 4 vinhos na lista.

 

TOP´s 100 2014:

1
Dow Vintage Port +
2011 99 $82
2
Mollydooker Shiraz McLaren Vale Carnival of Love +
2012 95 $75
3
Prats & Symington Douro Chryseia +
2011 97 $55
4
Quinta do Vale Meão Douro +
2011 97 $76
5
Leeuwin Chardonnay Margaret River Art Series +
2011 96 $89
6
Castello di Ama Chianti Classico San Lorenzo Gran Selezione +
2010 95 $52
7
Clos des Papes Châteauneuf-du-Pape +
2012 97 $135
8
Brewer-Clifton Pinot Noir Sta. Rita Hills +
2012 94 $40
9
Concha y Toro Cabernet Sauvignon Puente Alto Don Melchor +
2010 95 $125
10
Château Léoville Las Cases St.-Julien +
2011 95 $165
11
Mount Eden Vineyards Chardonnay Santa Cruz Mountains +
2011 95 $60
12
Château Guiraud Sauternes +
2011 97 $50
13
Fonseca Vintage Port +
2011 98 $116
14
Fontodi Colli della Toscana Centrale Flaccianello +
2011 95 $120
15
Bedrock The Bedrock Heritage Sonoma Valley +
2012 95 $42
16
Two Hands Shiraz Barossa Valley Bella’s Garden +
2012 95 $69
17
Soter Pinot Noir Yamhill-Carlton District Mineral Springs Ranch +
2012 95 $60
18
Château Doisy-Védrines Barsac +
2011 95 $35
19
Luca Malbec Uco Valley +
2012 93 $32
20
Peter Michael Chardonnay Knights Valley Ma Belle-Fille +
2012 95 $90
21
Castello di Volpaia Chianti Classico Riserva +
2010 93 $29
22
Podere Sapaio Bolgheri Volpolo +
2011 93 $35
23
St.-Cosme Châteauneuf-du-Pape +
2010 96 $59
24
Massolino Barolo +
2009 95 $60
25
Bodegas y Viñedos O. Fournier Malbec Uco Valley Alfa Crux +
2010 94 $54
26
Emeritus Pinot Noir Russian River Valley Hallberg Ranch +
2011 93 $42
27
Quinta do Portal Douro Colheita +
2011 92 $15
28
Château de Beaucastel Châteauneuf-du-Pape +
2011 94 $97
29
Hamilton Russell Pinot Noir Hemel-en-Aarde Valley +
2012 93 $46
30
DuMOL Syrah Russian River Valley +
2012 94 $55
31
Tommasi Sangiovese-Cabernet Sauvignon Toscana Poggio al Tufo Rompicollo +
2011 92 $18
32
Hidden Ridge Cabernet Sauvignon Sonoma County 55% Slope +
2009 93 $45
33
Orin Swift Machete California +
2012 93 $48
34
La Rioja Alta Rioja Viña Ardanza Reserva +
2005 92 $30
35
Amavi Cabernet Sauvignon Walla Walla Valley +
2011 92 $29
36
Marcassin Pinot Noir Sonoma Coast Marcassin Vineyard +
2009 97 $125
37
Giuseppe Cortese Barbaresco Rabajà +
2010 94 $55
38
Aubert Chardonnay Russian River Valley Eastside +
2012 95 $80
39
Oddero Barolo +
2010 93 $49
40
Loosen Bros. Riesling QbA Mosel Dr. L +
2012 91 $12
41
Rombauer Chardonnay Carneros +
2012 92 $34
42
Lapostolle Clos Apalta Limited Release Colchagua Valley +
2010 94 $89
43
Charles Smith Riesling Columbia Valley Kung Fu Girl Evergreen +
2013 91 $12
44
Viña Cono Sur Cabernet Sauvignon-Carmenère Colchagua Valley +
2011 91 $14
45
Tikal Patriota Mendoza +
2012 91 $23
46
Turley Zinfandel California Juvenile +
2012 91 $20
47
Luce della Vite Toscana Luce +
2011 95 $105
48
Fincas Patagonicas Malbec Mendoza Zolo Reserve +
2012 91 $19
49
Trimbach Riesling Alsace +
2012 91 $25
50
Abadia Retuerta Viño de la Tierra de Castilla y León Sardon de Duero Selección Especial +
2010 92 $35
51
Giuseppe Rinaldi Barolo Brunate +
2010 97 $129
52
Herman Story Grenache California On the Road +
2011 93 $42
53
Ponzi Pinot Noir Willamette Valley Tavola +
2012 91 $25
54
Mumm Napa Brut Napa Valley Prestige +
NV 91 $22
55
Veramonte Cabernet Sauvignon Colchagua Valley El Caballero +
2011 90 $12
56
João Portugal Ramos Alentejo Ramos Reserva +
2012 90 $13
57
Viña Bisquertt Syrah Colchagua Valley La Joya Gran Reserva +
2012 90 $13
58
TwentyFour Cabernet Sauvignon Napa Valley +
2010 93 $112
59
Peter Lehmann Clancy’s Barossa +
2011 90 $15
60
St.-Urbans-Hof Riesling QbA Mosel Old Vines +
2012 90 $16
61
De Martino Cabernet Sauvignon Maipo Valley Legado Reserva +
2011 92 $17
62
Bodegas Montecillo Rioja Viña Cumbrero Crianza +
2010 90 $10
63
Buitenverwachting Sauvignon Blanc Constantia Bayten +
2013 90 $15
64
Cune Rioja White Monopole +
2013 90 $15
65
Ornellaia Bolgheri Superiore +
2011 96 $240
66
Fowles Shiraz Victoria Are You Game? +
2012 91 $17
67
Tohu Sauvignon Blanc Marlborough Single Vineyard +
2013 90 $13
68
Godelia Mencía Bierzo +
2010 92 $21
69
Feudo di Santa Croce Primitivo di Manduria LXXIV +
2010 91 $22
70
D. Kourtakis Assyrtiko Santorini Greek Wine Cellars +
2012 90 $13
71
Roar Pinot Noir Santa Lucia Highlands Rosella’s Vineyard +
2012 93 $52
72
Château Lilian Ladouys St.-Estèphe +
2011 90 $19
73
Gérard Bertrand Syrah-Grenache Languedoc +
2011 90 $19
74
di Majo Norante Molise Ramitello +
2011 90 $18
75
Disznókó´ Tokaji Aszú 5 Puttonyos +
2006 94 $49
76
Vietti Barbera d’Asti Tre Vigne +
2012 90 $17
77
E. Guigal Côte-Rôtie Château d’Ampuis +
2010 97 $206
78
Acrobat Pinot Noir Oregon +
2012 90 $20
79
Marqués de Griñon Cabernet Sauvignon Dominio de Valdepusa +
2010 93 $40
80
Nino Negri Valtellina Superiore Quadrio +
2010 90 $20
81
Domaine de Triennes Vin de Pays du Var St.-Auguste +
2010 90 $20
82
Mulderbosch Faithful Hound Stellenbosch +
2011 91 $25
83
Round Pond Estate Sauvignon Blanc Rutherford +
2013 90 $24
84
Bodegas Marqués de Murrieta Rioja Castillo Ygay Gran Reserva Especial +
2005 94 $89
85
Masciarelli Montepulciano d’Abruzzo Marina Cveti S. Martino Rosso +
2010 91 $25
86
Pali Wine Co. Pinot Noir Santa Barbara County Huntington +
2012 90 $23
87
Firriato Sicilia Santagostino Baglio Soria Red +
2011 91 $23
88
Christian Moreau Père & Fils Chablis +
2012 91 $31
89
Carol Shelton Zinfandel Mendocino County Wild Thing Old Vine +
2011 90 $19
90
Domäne Wachau Grüner Veltliner Federspiel Trocken Wachau Terrassen +
2012 90 $14
91
Domaine La Barroche Châteauneuf-du-Pape Pure +
2012 95 $78
92
Vecchia Cantina di Montepulciano Vino Nobile di Montepulciano Incanto +
2010 90 $15
93
Recanati Cabernet Sauvignon Galilee +
2012 90 $17
94
Château Lamartine Cahors +
2011 90 $19
95
Antonio Barbadillo Manzanilla Sanlúcar de Barrameda Solear +
NV 90 $15
96
Domaine Gerovassiliou Epanomi White +
2013 90 $22
97
Tenuta delle Terre Nere Etna +
2012 90 $22
98
Domaine Terlato & Chapoutier Shiraz-Viognier Victoria +
2012 90 $19
99
Loimer Grüner Veltliner Qualitätswein Trocken Kamptal +
2012 91 $22
100
Saint Clair Pinot Noir Marlborough Pioneer Block 16 Awatere +
2012 92 $31