Posts

6 motivos (científicos) para beber cerveja

A cerveja pode ser muito benéfica para sua saúde, conforme indicam os estudos listados abaixo.

1: Diminui a incidência de doenças cardíacas

Há muitos estudos que ligam o consumo moderado de álcool com a diminuição de doenças do coração. Um deles, realizado pelo National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism (NIAAA), observou uma diminuição de 20% a 40% em doença arterial coronariana em pessoas que consomem níveis moderados de álcool. O consumo moderado de cerveja resulta em um aumento nos níveis de HDL, o colesterol bom, e uma redução nos níveis de LDL, o colesterol ruim.

2: Aumenta os níveis de vitamina B6

Outro estudo alemão indica que há aumento de 30% nos níveis de vitamina B6 em quem consome cerveja. Faz sentido, pois o lúpulo tem essa vitamina em sua composição. Ela ajuda a acalmar o sistema nervoso e melhorar a circulação.

3: Diminui incidência de pedras nos rins

Artigo publicado pela US National Library of MedicineNational Institutes of Health indica diminuição de 40% na incidência de pedras nos rins entre quem bebe cerveja.

6 motivos (científicos) para beber cerveja

6 motivos (científicos) para beber cerveja

 4: Contribui com a saúde da mulher

Segundo o American Journal of Clinical Nutrition, a cerveja ajuda a prevenir a diminuição da densidade óssea. Por causa do lúpulo, ela também é rica em flavonóides, que fazem uma reposição hormonal natural. A National Osteoporosis Risk analisou mais de 200 mil mulheres e a pesquisa indica que beber álcool moderadamente diminuiu a incidência de osteoporose.

 5: Ajuda a manter a mente saúdavel

A revista científica americana The New England Journal of Medicine indica que consumir álcool moderadamente diminui o risco de doenças do cérebro, especialmente em mulheres idosas. Outros estudos indicam que o álcool pode ajudar na memória, concentração e raciocínio.

 6: Diminui riscos de derrame cerebral

Estudos indicam também que há redução de até 50 % no risco de derrames cerebrais em quem bebe cerveja. O mais notável deles foi publicado na revista científica Journal of American Medical Association (JAMA) .

ATENÇÃO: Os benefícios de saúde descritos acima estão relacionados ao consumo moderado de cerveja e álcool. A recomendação é de duas cervejas por dia para um homem e uma cerveja por dia para as mulheres.

6 motivos (científicos) para beber cerveja

6 motivos (científicos) para beber cerveja

 

Metallica ganha edição especial de cerveja


Budweiser lançou latas com o nome da banda, na cor preta e com raios.

Edição limitada será vendida exclusivamente no Canadá

A banda Metallica, que se apresentou no último sábado (19) no Rock in Rio, ganhou uma edição especial de cerveja em sua homenagem.

A edição limitada foi lançada pela Budweiser no Canadá em latas com o nome da banda, ilustradas na cor preta e com raios prateados. Serão 91 mil packs à venda, a partir do dia 28 de setembro, exclusivamente na província do Québec.

A Budweiser lançou a cerveja para comemorar a inauguração da casa de shows Centre Vidéotron, que também teve a sua marca estampada nas latinhas.

Em comunicado, a Budweiser  afirma ter se inspirado na força bruta e vibrações deste show histórico para criar uma cerveja com a “imagem do poder do rock”.

O Metallica ainda não têm uma marca de cerveja própria ao contrário do que tem se demonstrado uma tendência entre as bandas de rock.

Metallica ganha edição especial de cerveja

Metallica ganha edição especial de cerveja

 

Veja Também:

 

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

 

Vistas atualmente como antagônicas, as duas bebidas surgiram de modo muito parecido e perfizeram trajetórias similares em diferentes culturas

Vinho e cerveja costumam ser vistos como bebidas opostas. Uma está ligada a calor, festas, bares e futebol enquanto outra combina mais com frio, jantares românticos e discussões intelectuais. O que poucos sabem é que, apesar de muito diferentes, elas possuem muitas coisas em comum.

A começar pela história, o vinho e a cerveja foram descobertos da mesma forma, ou seja, por processo de fermentação que ocorreu por acidente. O vinho, acredita-se, foi descoberto por volta do ano 8000 a.C., data dos primeiros registros de plantio de uva feito pelo homem.

Já a cerveja não possui um período definido de seu surgimento, no entanto, sabe-se que foi descoberta sem querer também, quando um recipiente de grãos (inicialmente para fazer pão) foi esquecido aberto e, quando choveu, os grãos germinaram e revelaram o processo de maltagem, que criou as condições necessárias para fabricação da cerveja.

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

Vinho e cerveja têm mais em comum do que se pensa

No que diz respeito às lendas, as bebidas também convergem. No antigo Egito tanto o vinho como a cerveja eram considerados líquidos sagrados. Os faraós queimavam vinhedos para oferecê-los aos deuses, assim como os sacerdotes utilizavam a cerveja para realizar rituais sagrados. Por isso, apesar de parecerem muito diferentes na cultura atual, as duas bebidas tiveram origem e funções muito parecidas.

 

Primeira fonte pública de cerveja da Europa é aprovada na Eslovênia

Primeira fonte pública de cerveja da Europa é aprovada na Eslovênia

Novidade será instalada em uma pequena vila de um município a 60km da capital do país, Ljubliana

Zalec, na Eslovênia, é a cidade que vai abrigar a primeira fonte pública de cerveja da Europa, segundo informa o Jornal de Notícias, de Portugal.

O município fica a 60km da capital do país, Ljubljana. A construção, discutida desde 2013 e aprovada neste mês, custará 350 mil euros – metade pago pelos cofres públicos, metade por doações particulares.

Apesar de ser uma fonte “pública”, três rodadas de cerveja em uma caneca personalizada devem custar em volta de 7 euros.

Por ser um local com vários campos de lúpulo, planta usada como ingrediente na produção de cerveja, Zalec se tornou uma escolha óbvia para a construção da fonte.

A obra ainda não tem um momento previsto para ser iniciada.

 

Primeira fonte pública de cerveja da Europa é aprovada na Eslovênia

Primeira fonte pública de cerveja da Europa é aprovada na Eslovênia

 

Fonte: Diario de Pernanbuco

Mulheres que tomam cerveja têm menos chances de infartar

A cerveja, se apreciada com moderação, protege as mulheres do risco de infartos. Este é o principal resultado de um estudo da Sahlgrenska Academy, centro de pesquisas da Universidade de Gothenburg, na Suécia.

Segundo os cientistas, as mulheres que bebem uma cerveja, uma ou duas vezes por semana, têm 30% a menos de chances de infartar em relação às que consomem quantidades elevadas da bebida ou às que não tomam nada.

Além disso, a pesquisa demonstrou uma conexão estatística significativa entre um elevado consumo de destilados por parte das mulheres – frequência maior que apenas uma ou duas vezes por mês – e um risco de quase 50% a mais de morte por câncer.

Publicado na revista científica “Journal of Primary Health Care”, o estudo foi realizado durante quase 50 anos, sendo que em 32 deles, de 1968 a 2000, 1,5 mil mulheres de meia idade preencheram um formulário sobre o seu consumo de vinho, cerveja e destilados e os vários sintomas de doenças que tinham.

Dos resultados, descobriu-se que 185 das mulheres que contribuíram para o estudo sofreram com infarto; 162, com derrame; 160, com diabetes; e 345, com câncer.

 

Mulheres que tomam cerveja têm menos chances de infartar

Mulheres que tomam cerveja têm menos chances de infartar

 

Fonte: UOL

10 Coisas que você não sabia sobre cerveja

 

Confira a lista com alguns fatos que pouca gente imagina sobre a popular bebida

Não é de surpreender que uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros envolva muitos fatos curiosos. Você sabia, por exemplo, que os copos interferem diretamente na apreciação da cerveja? Eles são coadjuvantes importantes para a degustação e podem ser separados em duas categorias: os com bocal mais estreito são indicados para as cervejas menos aromáticas e os com bocas mais largas para as mais intensas. Quer saber mais? Confira abaixo outras dez curiosidades sobre a bebida:

10 Coisas que você não sabia sobre cerveja

10 Coisas que você não sabia sobre cerveja

1. O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de cervejas no mundo, mas é apenas o 24º em consumo per capita, com um total de quase 13 bilhões de litros por ano.
2. A República Tcheca é a maior consumidora de cerveja do mundo, com 148 litros per capita ao ano, seguida por Áustria, Alemanha, Estônia e Polônia.
3. A Bélgica é o país com a maior variedade de cervejas no planeta, com mais de 1.500 rótulos diferentes.
4. A cervejaria mais antiga do mundo é a Weihenstephan, na Alemanha, em funcionamento desde 1040.
5. Um dos efeitos colaterais da cerveja é que, se consumida em grandes quantidades, há riscos de se perder o tato temporariamente.
6. No antigo Egito as mulheres usavam a espuma da cerveja para hidratar e cuidar da pele.
7. Um copo de cerveja tipo pilsen possui cerca de 70 calorias, enquanto a mesma quantidade de suco de laranja chega a 180 calorias.
8. Os primeiros registros de fabricação de cerveja têm cerca de 8 mil anos, remetendo aos sumérios. Já as provas arqueológicas mais antigas são da Mesopotâmia.
9. Muitas culturas acreditavam que a cerveja era uma bebida divina.
10. Durante a Idade Média, os monges tiveram um papel fundamental para o melhoramento das receitas de cerveja.

Fontes: Anuário 2014 CervBrasil (Associação Brasileira da Indústria da Cerveja) e Guia de Cervejas Especias CluBeer

 

O que é um Vinho Madeira?

O vinho da Madeira, ou simplesmente vinho Madeira, é um vinho fortificado, com elevado teor alcoólico, produzido nas encostas e adegas da Região Demarcada da Ilha da Madeira, sob condições endoplasmáticas excepcionais para o que concorrem fatores naturais e humanos. É o produto principal da economia da Região Autónoma da Madeira e um símbolo da Madeira em todo o mundo.

Depois de aberta uma garrafa, durante quanto tempo posso guardar um Vinho da Madeira?

Quase indefinidamente! O Vinho da Madeira é um dos vinhos mais longevo e mais resistente do mundo, capaz de viver durante mais de três séculos, como atestam as poucas garrafas que ainda subsistem de colheitas do século XVIII.

Depois de aberta, uma garrafa de Madeira poderá manter-se em condições exemplares durante mais de cinco anos, podendo sobreviver sem aflições durante mais de 20 anos.

O que é um Vinho Madeira

O que é um Vinho Madeira

 

Alta do ICMS da cerveja e do cigarro é aprovada em SP

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou na noite desta quarta-feira (18) o projeto de lei encaminhado pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB) de aumento no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que incide sobre a cerveja e o cigarro.

No caso da cerveja, a alíquota do imposto passou de 18% para 20%, enquanto o cigarro e outros produtos de fumo tiveram um aumento na tributação de cinco pontos percentuais, chegando a 30%.

Além disso, no mesmo projeto, foi aprovada a redução do ICMS sobre medicamentos genéricos de 18% para 12%.

As mudanças valerão a partir de 1º de janeiro de 2016. Ainda está sob discussão na Assembleia Legislativa um adicional de dois pontos percentuais no ICMS do cigarro, da cerveja e dos genéricos que seria destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza, cujos recursos seriam aplicados em programas voltados à nutrição, habitação, educação e saúde, incluindo ações voltadas à criança e ao adolescente e à agricultura familiar.

A aprovação da proposta ocorre após o governador Geraldo Alckmin (PSDB) ter editado, no final de outubro, decretos levando a zero o ICMS cobrado sobre o arroz e o feijão e diminuindo de 12% para 8% a alíquota da areia, produto importante para o setor da construção civil.

Alta do ICMS da cerveja e do cigarro é aprovada em SP

Alta do ICMS da cerveja e do cigarro é aprovada em SP

 

INDÚSTRIA

Inicialmente, o governo pretendia que o aumento no imposto sobre a cerveja fosse maior, com a alíquota chegando a 23%. A diminuição da elevação proposta ocorreu após diálogo entre o governo e a indústria da cerveja, que se comprometeu a buscar absorver os custos maiores com o tributo.

Após a aprovação do projeto, porém, o presidente da CervBrasil (Associação Brasileira da Indústria da Cerveja), Paulo Pretoni, disse não ser possível prever como o aumento vai afetar os preços cobrados dos varejistas.

“Cada empresa tem uma situação diferente para definir a sua política de precificação. A associação não tem como fazer isso. Um aumento de 25% seria mais difícil de absorver, e 22% dá uma margem maior para as empresas. Toda empresa tem a sua estratégia própria para fazer a precificação, quem sabe sem repasse do aumento para o comércio”, diz Petroni.

 

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

 

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

Se você gosta de cerveja tanto quanto de rock, já pode comemorar. Os integrantes da banda Queen anunciaram o lançamento da “Queen Bohemian Lager”, uma cerveja que homenageia os quarenta anos do hit “Bohemian Rhapsody”, lançado em 1975.

A bebida será produzida na República Tcheca e terá teor alcóolico de 4,7%. Segundo o comunicado oficial, a Queen Bohemian Lager se destaca pela coloração dourada e pelo lúpulo.

O rótulo tem o logo da banda, que é assinado pelo próprio Freddy Mercury, vocalista da banda morto em 1991. Ele fez o desenho enquanto ainda estudava na Ealing Art College, de Londres.

Uma caixa com 12 garrafas de 330 ml da bebida custa 20 libras (cerca de R$ 96) no site de um revendedor autorizado da marca.  Mas por enquanto não é possível importar para o Brasil.

Esta não é a primeira criação alcóolica do grupo. Este ano, também em comemoração aos quarenta anos da canção, eles lançaram sua própria vodca – a Killer Queen.

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’

Queen lança cerveja em homenagem à ‘Bohemian Rhapsody’