Posts

Diferentes Maturações da Uva

 

Maturação Fisiológica

Corresponde ao momento em que a grainha está apta a germinar.

 

Maturação Técnica

Corresponde ao tamanho máximo da uva e à concentração máxima de açúcar acumulado ou mínima de acidez total.

 

Maturação Fenólica

Tem em conta a riqueza em antocianas, a qualidade e origem dos taninos e o grau extractibilidade ou dissolução destes compostos no mosto.

 

Maturação Aromática

Corresponde ao momento em que o teor de compostos aromáticos agradáveis é máximo e o teor de compostos aromáticos desagradáveis (verdes e herbáceos) é mínimo.

 

Maturação Enológica

Corresponde ao momento óptimo de vindima. É definida pelo enólogo e tem em conta não só as maturações descritas como, e principalmente, a prova das uvas.

 

Diferentes Maturações da Uva

Diferentes Maturações da Uva

 

Podridão Cinzenta, Doenças do Lenho e Infestantes

Podridão Cinzenta

Ocorre maioritariamente da floração ao fecho do cacho e depois da pinta, sempre que as condições climatéricas sejam favoráveis (chuva e/ou muita humidade e 18ºC. de temperatura). Ataca preferencialmente as uvas, os ataques às folhas e sarmentos são menos importantes. Pouco antes da pinta a sensibilidade ao fungo diminui para aumentar bruscamente assim que o açúcar se acumula no bago. Depois da pinta, em presença de humidade e fissuras na película das uvas, o fungo desenvolve-se rapidamente.

Na prevenção da doença está o pouco vigor vegetativo, o bom arejamento da copa e dos cachos e a manutenção de uvas com a película integra.

A aplicação da calda bordalesa é um bom preventivo pois estimula o engrossamento da película da uva.

Podridão Cinzenta, Doenças do Lenho e Infestantes

Podridão Cinzenta, Doenças do Lenho e Infestantes

Doenças do Lenho

Constituem uma ameaça crescente para o futuro da viticultura e a maioria não possui tratamento específico. Escoriose, Esca e Eutipiose são as mais comuns. A primeira pode ser tratada com fungicida, no período que vai do gomo de algodão às folhas livres, mas as duas últimas apenas com prevenção.

A poda é a operação mais importante na prevenção destas doenças. Podar primeiro as cepas afetadas, queimar as varas ou cepas afetadas, efetuar pouco cortes e de pequenas dimensões, não fazer podas precoces e principalmente desinfetar as tesouras de poda e as feridas da poda logo a seguir ao corte, são os princípios a respeitar.

 

Infestantes

Os herbicidas tendem a entrar em desuso. O enrelvamento é uma prática cada vez mais comum nas empresas. Habitualmente usa-se o glufosinato de amónio, um herbicida não residual ao qual se junta um pouco de ureia (azoto) para apressar a desinfestação. Só depois de mobiliza o solo e se efetua a sementeira de uma mistura entre leguminosas e gramíneas, com o objetivo de retirar ou promover o vigor na vinha. O enrelvamento protege os solos da erosão, facilita o arejamento e a frescura, incrementa a comunidade biótica, além de permitir a deposição natural de matéria orgânica quando se procede ao seu corte.

 

CONTINUA…

 

Músico Jon Bon Jovi cria restaurante comunitário sem preço que ajuda pessoas em necessidade

Quando uma comunidade se une, a esperança invade o lugar. Há 30 anos, Jon Bon Jovi é vocalista de uma das maiores bandas de rock do planeta. Porém, nos últimos anos, Bon Jovi tem cada vez mais voltado sua atenção para trabalhos menos glamorosos, de compreensão das necessidades dos menos afortunados residentes de New Jersey, Philadelphia e outros lugares.

 

Músico Jon Bon Jovi cria restaurante comunitário sem preço que ajuda pessoas em necessidade

Músico Jon Bon Jovi cria restaurante comunitário sem preço que ajuda pessoas em necessidade

 

O músico pesquisa formas de ajudar essas pessoas, e então trabalha com as comunidades para abrir novas instalações através de sua fundação, a JBJ Soul Foundation. Entre outros projetos que a fundação possui, nasceu o Soul Kitchen, ou “cozinha da alma”, em português, que consiste em um restaurante comunitário, onde os voluntários preparam a mesa e quem come por lá ajuda a alimentar os mais necessitados de cada comunidade, desde vizinhos, idosos ou famílias em necessidade.

Algo sensacional implantado no restaurante é que, ao final das refeições, cada um paga o que puder – pagando mais que a doação sugerida, você ajuda a alimentar outra pessoa. Ou, caso não possa pagar, pode trabalhar na cozinha em troca de uma refeição para você ou para a sua família.

 

O IPI do vinho sobe para 10%, cai para 6% e depois para 5%

Nesta quarta -feira (2), pela manhã, a comissão mista do Congresso Nacional aprovou o seu relatório sobre o aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). A partir de janeiro, o imposto será de 6%, para todos os vinhos, incluindo fortificados e espumantes.

Em 2017, o imposto cai para 5%. E neste mês de dezembro, a alíquota fica nos 10%, como previsto na medida provisória anunciada pelo governo três meses atrás.

A MP deveria entrar em vigor no dia 1º de dezembro, mas a comissão que deveria avaliar o texto só votou seu relatório hoje cedo. Sobre o estoque, quem já teve o seu IPI pago (então de até R$ 1,08 por garrafa), ainda não há definição de como proceder.

O relatório da comissão mista segue agora para votação do em plenário.

O IPI do vinho sobe para 10%, cai para 6% e depois para 5%

O IPI do vinho sobe para 10%, cai para 6% e depois para 5%

 

Fonte: IsstoeDinheiro.com.br 

 

Nascimento e crescimento da uva. A acumulação dos açúcares

 

A acumulação dos açúcares

O açúcar é, por assim dizer, a alma do vinho. É a partir dele que as leveduras produzem o álcool que faz do vinho o que ele é.

O açúcar tem origem principal na fotossíntese das folhas e chega à uva sob a forma de sacarose. Aqui é hidrolizada em glicose e frutose que são açúcares fermentáveis.

A sua distribuição na uva e no próprio cacho não é uniforme. A metade da polpa adjacente à película é mais doce e menos ácida e a polpa junta às grainhas a menos doce e mais ácida. No cacho os bagos situados na parte superior do cacho são os mais doces porque são os primeiros a receber a migração de açúcar.

A quantidade de açúcares acumulados na uva durante a fase de maturação depende da duração da exposição solar em termos intensidade de luz e temperatura. Quando mais sol e calor mais açúcar terá a uva.

A degradação dos ácidos

A videira é uma das poucas plantas que concentra principalmente ácido tartárico nos seus frutos. Este é um produto secundário do metabolismo dos açúcares e durante a fase de crescimento vegetativo acumula-se no bago.

O ácido málico, em concentrações um pouco menores, é o segundo ácido da uva (junto com o tartárico soma 90% dos ácidos da uva). É um intermediário do metabolismo do açúcar e aumenta durante o crescimento vegetativo. A partir da pinta, como é inibido o consumo de açúcares no bago, este decresce porque passa a ser usado para produzir energia. Quando as necessidades energéticas da planta são menores, este ácido é transformado em açúcar. Este fenómeno tem um papel negligenciável.

 

Vinhos de Autor

 

Ao contrário da maioria dos frutos o ácido cítrico na uva surge em concentrações muito baixas.

A acidez da uva é máxima no início da maturação. Neste momento a uva tem o dobro da acidez do limão e é por essa razão que em climas tropicais (Tailândia) as uvas verdes são vendidas como ingredientes de tempero ácido. Durante a fase de maturação o conteúdo em ácidos baixa entre 1/3 e 1/5, sobretudo à custa do ácido málico.

Na maturação a planta utiliza os ácidos na sua respiração e produção de energia; e quanto maior for o calor mais intensa será a respiração e a degradação dos ácidos (málico em particular).

O conteúdo em tartárico está muito dependente do clima e se este é temperado, sem picos de calor excessivos, pouco difere ao longo da fase de maturação. O ácido málico decresce durante toda a maturação. O conteúdo em ácidos da uva também varia com a casta. Existe também uma relação entre a água no solo e a acidez. Em solos húmidos a maturação é retardada e a uva é mais rica em ácidos. Um ligeiro stress hídrico diminui a concentração de ácidos e abundância de água pode levar a um excesso de absorção de potássio com consequências na subida do pH e diminuição da acidez.

Veja a primeira parte da matéria: 

CONNTINUA…

Nascimento e crescimento da uva

 

É na vinha que se faz o vinho

“Fazer bom vinho” é, na essência, “fazer” boas uvas. Depois colhe-las no momento próprio e proteger o seu suco (mosto) antes e durante a fermentação. A parte mais complicada do “fazer vinho” é enquanto as uvas estão na videira, durante todo o período que vai da floração à colheita; porque é na vinha que se faz o vinho e nem sempre a mãe natureza colabora com os desejos do enólogo ou do viticultor.

Conhecer a uva e o modo como amadurece é importante para uma colheita bem programada e para o sucesso de uma vinificação.

O nascimento e crescimento da uva resumem-se a um processo hormonal que inclui polinização, fertilização do ovário da flor da videira e desenvolvimento da grainha. Os dois primeiros originam o bago de uva e o último, o seu crescimento. Uma vez formado, o bago é constituído por película, polpa e grainhas. No seu desenvolvimento, que pode ir de 90 a mais de 140 dias (dependendo da casta, porta enxertos, clima e solo e práticas culturais) a uva atravessa 4 fases distintas…

 

Nascimento e crescimento da uva

Nascimento e crescimento da uva

O período herbáceo que vai do momento da formação dos pequenos bagos à mudança de cor. Nesta fase o bago comporta-se como qualquer outra parte verde da planta, realiza a fotossíntese através de estomas e os açúcares produzidos e recebidos de outras partes da planta são utilizados no crescimento e maturação da grainha. Neste período o bago detém apenas 2% do seu peso em açúcar.
 
Na “pinta” que corresponde à mudança de cor, a uva perde clorofila e ganha ácido abscísico que faz com que as castas brancas ganham a cor amarelada e as tintas o vermelho escuro. Os estomas degradam-se, com a maturação da grainha as hormonas de crescimento deixam de ser produzidas, a multiplicação celular pára e inicia-se a fase de acumulação. O volume do bago aumenta tornando-se elástico, a película cobre-se de uma camada cerosa chamada de pruína, o teor de açúcar quintuplica num espaço curto de tempo e a acidez decresce.
 
Na maturação, que vai da pinta à colheita, o bago aumenta de volume (mais a polpa que a película, o que leva ao aumento de pressão dentro do bago) e o açúcar continua a acumular-se na uva podendo atingir os 260 gramas por litro de mostro. A acidez mantém-se a decrescer.
 
A sobre maturação é a fase em que já se ultrapassou a maturação propriamente dita. Cessam as trocas entre planta e fruto e dá-se a concentração do suco celular por desidratação ou por ataque da podridão nobre. Durante a maturação vários fenómenos ocorrem na uva sendo os principais a acumulação dos açúcares, a degradação ácida, a evolução e maturação fenólica e a formação dos aromas.

 

CONNTINUA…

Lista completa dos melhores 100 vinhos do ano 2014 da Wine Spectactor

 

Te apresentamos a lista completa dos melhores 100 vinhos do ano 2014, da prestigiosa revista Wine Spectactor.

Dos países da América do Sul o destaque especial é para o Chile, que colocou 6 vinhos estre os TOP´s 100, incluindo um deles entre os Tops 10. A Argentina teve 4 vinhos na lista.

 

TOP´s 100 2014:

1
Dow Vintage Port +
2011 99 $82
2
Mollydooker Shiraz McLaren Vale Carnival of Love +
2012 95 $75
3
Prats & Symington Douro Chryseia +
2011 97 $55
4
Quinta do Vale Meão Douro +
2011 97 $76
5
Leeuwin Chardonnay Margaret River Art Series +
2011 96 $89
6
Castello di Ama Chianti Classico San Lorenzo Gran Selezione +
2010 95 $52
7
Clos des Papes Châteauneuf-du-Pape +
2012 97 $135
8
Brewer-Clifton Pinot Noir Sta. Rita Hills +
2012 94 $40
9
Concha y Toro Cabernet Sauvignon Puente Alto Don Melchor +
2010 95 $125
10
Château Léoville Las Cases St.-Julien +
2011 95 $165
11
Mount Eden Vineyards Chardonnay Santa Cruz Mountains +
2011 95 $60
12
Château Guiraud Sauternes +
2011 97 $50
13
Fonseca Vintage Port +
2011 98 $116
14
Fontodi Colli della Toscana Centrale Flaccianello +
2011 95 $120
15
Bedrock The Bedrock Heritage Sonoma Valley +
2012 95 $42
16
Two Hands Shiraz Barossa Valley Bella’s Garden +
2012 95 $69
17
Soter Pinot Noir Yamhill-Carlton District Mineral Springs Ranch +
2012 95 $60
18
Château Doisy-Védrines Barsac +
2011 95 $35
19
Luca Malbec Uco Valley +
2012 93 $32
20
Peter Michael Chardonnay Knights Valley Ma Belle-Fille +
2012 95 $90
21
Castello di Volpaia Chianti Classico Riserva +
2010 93 $29
22
Podere Sapaio Bolgheri Volpolo +
2011 93 $35
23
St.-Cosme Châteauneuf-du-Pape +
2010 96 $59
24
Massolino Barolo +
2009 95 $60
25
Bodegas y Viñedos O. Fournier Malbec Uco Valley Alfa Crux +
2010 94 $54
26
Emeritus Pinot Noir Russian River Valley Hallberg Ranch +
2011 93 $42
27
Quinta do Portal Douro Colheita +
2011 92 $15
28
Château de Beaucastel Châteauneuf-du-Pape +
2011 94 $97
29
Hamilton Russell Pinot Noir Hemel-en-Aarde Valley +
2012 93 $46
30
DuMOL Syrah Russian River Valley +
2012 94 $55
31
Tommasi Sangiovese-Cabernet Sauvignon Toscana Poggio al Tufo Rompicollo +
2011 92 $18
32
Hidden Ridge Cabernet Sauvignon Sonoma County 55% Slope +
2009 93 $45
33
Orin Swift Machete California +
2012 93 $48
34
La Rioja Alta Rioja Viña Ardanza Reserva +
2005 92 $30
35
Amavi Cabernet Sauvignon Walla Walla Valley +
2011 92 $29
36
Marcassin Pinot Noir Sonoma Coast Marcassin Vineyard +
2009 97 $125
37
Giuseppe Cortese Barbaresco Rabajà +
2010 94 $55
38
Aubert Chardonnay Russian River Valley Eastside +
2012 95 $80
39
Oddero Barolo +
2010 93 $49
40
Loosen Bros. Riesling QbA Mosel Dr. L +
2012 91 $12
41
Rombauer Chardonnay Carneros +
2012 92 $34
42
Lapostolle Clos Apalta Limited Release Colchagua Valley +
2010 94 $89
43
Charles Smith Riesling Columbia Valley Kung Fu Girl Evergreen +
2013 91 $12
44
Viña Cono Sur Cabernet Sauvignon-Carmenère Colchagua Valley +
2011 91 $14
45
Tikal Patriota Mendoza +
2012 91 $23
46
Turley Zinfandel California Juvenile +
2012 91 $20
47
Luce della Vite Toscana Luce +
2011 95 $105
48
Fincas Patagonicas Malbec Mendoza Zolo Reserve +
2012 91 $19
49
Trimbach Riesling Alsace +
2012 91 $25
50
Abadia Retuerta Viño de la Tierra de Castilla y León Sardon de Duero Selección Especial +
2010 92 $35
51
Giuseppe Rinaldi Barolo Brunate +
2010 97 $129
52
Herman Story Grenache California On the Road +
2011 93 $42
53
Ponzi Pinot Noir Willamette Valley Tavola +
2012 91 $25
54
Mumm Napa Brut Napa Valley Prestige +
NV 91 $22
55
Veramonte Cabernet Sauvignon Colchagua Valley El Caballero +
2011 90 $12
56
João Portugal Ramos Alentejo Ramos Reserva +
2012 90 $13
57
Viña Bisquertt Syrah Colchagua Valley La Joya Gran Reserva +
2012 90 $13
58
TwentyFour Cabernet Sauvignon Napa Valley +
2010 93 $112
59
Peter Lehmann Clancy’s Barossa +
2011 90 $15
60
St.-Urbans-Hof Riesling QbA Mosel Old Vines +
2012 90 $16
61
De Martino Cabernet Sauvignon Maipo Valley Legado Reserva +
2011 92 $17
62
Bodegas Montecillo Rioja Viña Cumbrero Crianza +
2010 90 $10
63
Buitenverwachting Sauvignon Blanc Constantia Bayten +
2013 90 $15
64
Cune Rioja White Monopole +
2013 90 $15
65
Ornellaia Bolgheri Superiore +
2011 96 $240
66
Fowles Shiraz Victoria Are You Game? +
2012 91 $17
67
Tohu Sauvignon Blanc Marlborough Single Vineyard +
2013 90 $13
68
Godelia Mencía Bierzo +
2010 92 $21
69
Feudo di Santa Croce Primitivo di Manduria LXXIV +
2010 91 $22
70
D. Kourtakis Assyrtiko Santorini Greek Wine Cellars +
2012 90 $13
71
Roar Pinot Noir Santa Lucia Highlands Rosella’s Vineyard +
2012 93 $52
72
Château Lilian Ladouys St.-Estèphe +
2011 90 $19
73
Gérard Bertrand Syrah-Grenache Languedoc +
2011 90 $19
74
di Majo Norante Molise Ramitello +
2011 90 $18
75
Disznókó´ Tokaji Aszú 5 Puttonyos +
2006 94 $49
76
Vietti Barbera d’Asti Tre Vigne +
2012 90 $17
77
E. Guigal Côte-Rôtie Château d’Ampuis +
2010 97 $206
78
Acrobat Pinot Noir Oregon +
2012 90 $20
79
Marqués de Griñon Cabernet Sauvignon Dominio de Valdepusa +
2010 93 $40
80
Nino Negri Valtellina Superiore Quadrio +
2010 90 $20
81
Domaine de Triennes Vin de Pays du Var St.-Auguste +
2010 90 $20
82
Mulderbosch Faithful Hound Stellenbosch +
2011 91 $25
83
Round Pond Estate Sauvignon Blanc Rutherford +
2013 90 $24
84
Bodegas Marqués de Murrieta Rioja Castillo Ygay Gran Reserva Especial +
2005 94 $89
85
Masciarelli Montepulciano d’Abruzzo Marina Cveti S. Martino Rosso +
2010 91 $25
86
Pali Wine Co. Pinot Noir Santa Barbara County Huntington +
2012 90 $23
87
Firriato Sicilia Santagostino Baglio Soria Red +
2011 91 $23
88
Christian Moreau Père & Fils Chablis +
2012 91 $31
89
Carol Shelton Zinfandel Mendocino County Wild Thing Old Vine +
2011 90 $19
90
Domäne Wachau Grüner Veltliner Federspiel Trocken Wachau Terrassen +
2012 90 $14
91
Domaine La Barroche Châteauneuf-du-Pape Pure +
2012 95 $78
92
Vecchia Cantina di Montepulciano Vino Nobile di Montepulciano Incanto +
2010 90 $15
93
Recanati Cabernet Sauvignon Galilee +
2012 90 $17
94
Château Lamartine Cahors +
2011 90 $19
95
Antonio Barbadillo Manzanilla Sanlúcar de Barrameda Solear +
NV 90 $15
96
Domaine Gerovassiliou Epanomi White +
2013 90 $22
97
Tenuta delle Terre Nere Etna +
2012 90 $22
98
Domaine Terlato & Chapoutier Shiraz-Viognier Victoria +
2012 90 $19
99
Loimer Grüner Veltliner Qualitätswein Trocken Kamptal +
2012 91 $22
100
Saint Clair Pinot Noir Marlborough Pioneer Block 16 Awatere +
2012 92 $31